O Sofrimento, e a Glória de CRISTO!

— Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. (Bíblia Sagrada) Efé. 2: 13.

O Sofrimento, e a Glória de CRISTO!

 

  1. A morte, expiatória do nosso substituto.

 

P 01

Temos aqui digamos assim, o começo do projeto de Deus em relação á humanidade perdida, sendo colocado em prática, pois a partir daquele momento do tão discutido pecado, sobrou no coração do ser humano, uma necessidade enorme de voltar há Santa presença de Deus, e sobrou no Coração de Deus um desejo ardente que tal aconteça. Pois como eu tenho dito e até mesmo escrito em outras matérias, o Senhor nosso Deus muito arranjou com o que se preocupar após a criação do ser humano! Na verdade se nós olharmos com atenção para História, veremos Deus o nosso Criador em termos dando a sua própria Vida por amor á humanidade perdida que ai está. Olhando rápido para o passado nós temos a oportunidade de ler, Jesus, o Cristo, dizendo:

O Pai, e Eu somos um. (Bíblia Sagrada) João 10: 30. Ou seja, em outras palavras, o Pai é Deus, e Eu também! E, no entanto esse Deus, Jesus Cristo, desceu da Sua Glória, se fez um ser humano e padeceu tudo o que nós já conhecemos para nos fazer voltar há Santa Presença de Deus. Tudo isso baseado num Amor imenso que o Deus Todo-Poderoso sente por mim, e por você, meu caro(a) leitor! Portanto, eu lhe darei uma porção entre os grandes, e ele dividirá os despojos com os poderosos; porquanto derramou sua alma na morte, e foi enumerado com os transgressores; mas ele levou sobre si o pecado de muitos, e intercedeu pelos transgressores. (Bíblia Sagrada) Isa. 53: 12. O capítulo onde encontramos o versículo acima citado tem muitas vezes sido chamado de o quinto evangelho.

O assunto deste capítulo é uma das profecias mais importantes acerca dos sofrimentos de Jesus Cristo e dos seus resultados para Israel como também para nós, ou seja para a humanidade perdida, e da Glória vindoura do Messias. Desde que já uma grande parte desta profecia está cumprida e pertence à história, podemos chamar-lhe o Evangelho do Antigo Testamento, as boas novas de salvação, que já eram anunciadas lá no passado. O último versículo deste capítulo, que agora vamos analisar, podemos dividir em três partes principais. A primeira parte do versículo que ainda pertence ao futuro e trata dos galardões da obra do Messias e da distribuição do despojo, queremos considerar na última divisão deste estudo.

Á segunda parte do versículo que trata da obra expiatória do Messias, ou seja de Jesus Cristo que pertence ao passado no sentido histórico, queremos considerar primeiro e, depois, como segunda divisão, a última parte do versículo que trata da ação presente de Cristo como Sumo Sacerdote e Advogado do seu povo, intercedendo á seu favor. Começando com a primeira divisão desta profecia, podemos procurar os tipos do antigo concerto e com muita certeza compará-los com as verdades aqui reveladas, porque já não é agora só profecia, mas sim história. Derramou a sua alma na morte, e foi contado com os transgressores, mas Ele levou sobre si o pecado de muitos.

Se nós agora voltarmos para o Livro de Levítico, encontraremos instituição de uma das solenidades mais importantes em Israel. — E da congregação dos filhos de Israel tomará dois bodes para expiação do pecado e um carneiro para holocausto. Depois, Arão oferecerá o novilho da oferta pela expiação, que será para ele; e fará expiação por si e pela sua família. Também tomará, ambos os bodes e os porá perante o SENHOR, na porta da tenda da congregação. E Arão lançará sortes sobre os dois bodes: Uma sorte pelo SENHOR e a outra sorte pelo bode emissário.

 

P 02

Então, Arão fará chegar o bode sobre o qual cair à sorte pelo SENHOR e o oferecerá para expiação do pecado. Mas o bode sobre que cair a sorte para ser bode emissário apresentar-se-á vivo perante o SENHOR, para fazer expiação com ele, para enviá-lo ao deserto como bode emissário. (Bíblia Sagrada) Lev. 16: 5-10. O dia quando Aarão entrou no santuário diante do Propiciatório para fazer expiação por si, sua família, por toda a congregação de Israel, pelo santuário e pela tenda da congregação. Naquele dia foi oferecido um novilho para expiação do pecado de Aarão e sua família, um carneiro para holocausto, dois bodes para a expiação do povo, e um carneiro para holocausto. Desses dois bodes, um foi degolado e o seu sangue foi levado pelo Sumo Sacerdote para dentro do véu e espargido sobre o propiciatório.

Depois, saindo dali, foi o mesmo sangue posto sobre as pontas do altar e sete vezes espargido sobre o mesmo, assim purificando-o das imundícias dos filhos de Israel. O segundo bode foi conduzido vivo à presença de Aarão. Ele pôs ambas as mãos sobre a cabeça do bode vivo, confessando todas as iniquidades dos filhos de Israel, e assim ficaram os pecados de Israel postos sobre a cabeça do bode que, por meio de um homem para isto designado, foi levado para o deserto. Assim foram levados os pecados de Israel para o lugar solitário. O sangue do primeiro bode em figura cobriu os pecados do povo no propiciatório, lugar do trono do Senhor, enquanto o segundo levou-os embora, longe do povo.

Mas tendo passado o tempo das parábolas e tipos, e quando, porém, Cristo veio como Sumo Sacerdote dos bens futuros, por meio do maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos humanas, quer dizer, não pertencente a esta criação, não por meio de sangue de bode e de bezerros, mas pelo seu próprio sangue, entrou no Santo dos Santos, uma vez por todas, e obteve eterna redenção. — Mas, vindo Cristo, o Sumo Sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito Tabernáculo, não feito por mãos humanas, isto é, não desta criação, nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no Santuário, havendo efetuado uma eterna redenção. (Bíblia Sagrada) Heb. 9: 11-12. Estes dois bodes típicos mostram dois lados da doutrina fundamental da redenção.

O primeiro bode degolado cujo sangue foi levado para dentro do véu, ou seja, para dentro do Santo dos Santos, confirma a verdade que sem derramamento de sangue não há perdão. — E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão. (Bíblia Sagrada) Heb. 9: 22. Deus, mandando que tais sacrifícios de novilhos, bodes, etc., se oferecessem em favor do povo, manifesta que aceita a substituição e, portanto, esta é firmada por Deus. O bode foi degolado e o seu sangue derramado em lugar do povo e o outro bode carregou os pecados em lugar do povo. A alma da carne está no sangue, assim foi o sangue do animal inocente apresentado no lugar do sangue do ser humano culpado. O Senhor disse:

— Porque a alma da carne está no sangue, pelo que vos tenho dado sobre o altar, para fazer expiação pela vossa alma, porquanto é o sangue que fará expiação pela alma. (Bíblia Sagrada) Lev. 17: 11. A frase (fazer expiação) é, em hebraico, KAPHAR, e significa literalmente cobrir. Portanto, o sangue em que está a alma ou a vida dum inocente, cobrirá a vida do culpado. Pelo sangue espargido sobre o propiciatório e diante do propiciatório, onde a Glória de Deus descansava, ficavam os pecados do Israel, que estavam diante de Deus no seu trono, cobertos e a afronta do povo para Deus acabada e a paz estabelecida. O Salmista podia assim dizer:

 

P 03

— Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. (Bíblia Sagrada) Sal. 32: 1. E assim continuando podemos ver o verdadeiro Sangue que nos lava e nos purifica de todo o pecado. — Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a remissão das ofensas, segundo as riquezas da sua graça, (Bíblia Sagrada) Efé. 1: 7. Mas aqui o escritor continua quando diz: — Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. (Bíblia Sagrada) Efé. 2: 13. E pela cruz ele reconciliou tanto judeus como gentios com Deus, fazendo-os um corpo, matando com a cruz as inimizades, anunciando a paz; e por Cristo tem, tanto um como o outro acesso ao Pai em um mesmo Espírito. Messias, o (Cristo) derramou a sua alma na morte.

Que esta oferta de sofrimentos foi voluntária, indica a posição do verbo, e temos outras palavras de Jesus que confirmam isso: — Por isso, o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la. Ninguém a tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para dar e poder para tornar a tomá-la. Esse mandamento recebi de meu Pai. (Bíblia Sagrada) João 10: 17-18. A sua alma foi derramada na morte quando o seu sangue foi derramado, e lemos que o Apóstolo viu quando o corpo de Jesus foi furado pela lança do soldado: — Mas, vindo á Jesus e vendo-o já morto, não lhe quebraram as pernas. Contudo, um dos soldados lhe furou o lado com uma lança, e logo saiu sangue e água. E aquele que o viu testificou, e o seu testemunho é verdadeiro, e sabe que é verdade o que diz, para que também vós o creiais. (Bíblia Sagrada) João 19: 33-35.

Mas, já antes a sua alma estava derramada na morte, porque estava morta quando os soldados chegaram; não foram eles que tiraram a vida de Cristo. Os salteadores, ao contrário, foram mortos pelo quebrar das pernas. Jesus, depois de ter passado a grande angústia, quando exclamou: — E, perto da hora nona, exclamou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lemá sabactâni, isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? (Bíblia Sagrada) Mat. 27: 46. Jesus na verdade aqui já podia dizer: Está consumado. — E Jesus, clamando outra vez com grande voz, entregou o espírito. (Bíblia Sagrada) Mat. 27: 50. Vejam Jesus entregou o Espírito, isso quer dizer que Ele ainda tinha domínio sobre a sua própria vida! De um panfleto de D. M. Panton, cita Samuel Nyström a opinião de um médico inglês, pelo que se pode chegar à conclusão de que Jesus morreu de um coração rompido:

Tal ruptura é geralmente acompanhada de morte imediata e com uma efusão dentro no pericárdio (saco membranoso que envolve o coração) do sangue que circula por este órgão; e que quando fica deste modo derramado, raramente acontece em algum outro caso, separa-se em suas partes constituintes, isto é um líquido pálido, aguado, chamado soro, e uma substância mole coagulada de uma cor vermelha escura, chamada crassamenium; esta porção vermelha coagulada contém quase todas as partes mais essenciais do sangue e o soro, e o líquido amarelo pálido consiste principalmente de água.

Cristo não morreu de esgotamento das forças físicas, porque em geral eram necessários dois dias de crucificação ou em extremo sete até nove dias para a morte entrar, segundo dizem os escritores dos primeiros séculos (citação de D. M. Panton). Ele morreu de um coração rompido quando o Senhor fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos. Ele só derramou a sua alma na morte, voluntariamente tomou o lugar de vítima, ainda que isto lhe custasse a separação do Pai. — Porquanto vos digo que importa que em mim se cumpra aquilo que está escrito: E com os malfeitores foi contado. Porque o que está escrito de mim terá cumprimento. (Bíblia Sagrada) Luc. 22: 37.

 

P 04

Delitzsch Hengstenberg e outros dizem que deve literalmente ser traduzido que Ele se deixou ser contado com os transgressores. Esta palavra aqui seria traduzida melhor, como criminosos. Aquele que falou como nenhum outro falou, não abriu a sua boca para se defender quando fora acusado. Porque ele já tinha dito: — Pois vos digo que importa que se cumpra em mim o que está escrito: Ele foi contado com os malfeitores. Porque o que a mim se refere está sendo cumprido. (Bíblia Sagrada) Luc. 22: 37. E a providência divina deixou, portanto Cristo morrer entre dois salteadores, em cumprimento das Escrituras. Ele levou sobre si os pecados de muitos. David Baron, hebreu, cristão diz que o pronome: Ele aqui é enfático.

Voltando às leis dos sacrifícios no dia da expiação encontramos o Sumo Sacerdote, depois de ter acabado de expiar o santuário, a tenda e o altar, impondo as suas mãos sobre a cabeça do bode vivo e confessando as iniquidades dos filhos de Israel, as suas transgressões, os seus pecados e, depois de os ter posto sobre a cabeça do bode, fora este enviado ao Deserto. O rei Davi diz: — Bem-aventurado aquele cuja transgressão é perdoada, e cujo pecado é coberto. (Bíblia Sagrada) Sal. 32: 1. A palavra perdoado nas versões portuguesas do citado Salmo é a palavra (nasa), em hebraico, que nos demais lugares é traduzida pelo verbo levar. Aqui nós lemos que o bode vivo levará sobre si todas as iniquidades do povo à terra solitária.

— Assim, aquele bode levará sobre si todas as iniquidades deles à terra solitária; e o homem enviará o bode ao deserto. (Bíblia Sagrada) Lev. 16: 22. O rei Davi, portando, quando pronuncia as bem-aventuranças, tem na sua visão, diante de si, o sacrifício do bode em o pecado coberto e o bode emissário levado ao Deserto em a transgressão levada embora ou perdoada. Essas bem-aventuranças chegaram á Davi quando ele confessou o seu pecado e as suas transgressões, como vemos na continuação. — Bem-aventurado o homem a quem o SENHOR não imputa maldade, e em cujo espírito não há engano. (Bíblia Sagrada) Sal. 32: 2. Estas bem-aventuranças chegam á nós quando chegamos á Cristo e cremos n,Ele.

Ele não só foi a vítima que derramou o seu sangue, mas também aquele que levou os nossos pecados como diz o Apóstolo Pedro: — Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados. (Bíblia Sagrada) I Ped. 2: 24. Na carta aos Hebreus, ainda lemos: — E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma vez, para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para a salvação. (Bíblia Sagrada) Heb. 9: 27-28. O bode foi levado fora do arraial para o Deserto. Cristo padeceu fora da porta; Ele foi lavado fora do arraial de Jerusalém como imundo e maldito aos olhos dos homens, mas foram as nossas enfermidades e as nossas dores que Ele carregou.

Nós ainda temos no mundo de hoje, um povo que vive tentando cumprir as Leis de Deus lá do passado, e dizem que o bode emissário tipifica satanás e assim o constituem co-participante na obra de redenção. Mas pelo que já temos visto, é Jesus que levou os nossos pecados. Mas eu quero citar o Dr. Edersheim, hebreu cristão dos mais eminentes do século passado sobre o termo para (Azazel = emissário). Tanto a interpretação que fá-lo uma designação do bode mesmo (bode emissário) como aquela que se refere à uma certa localidade no Deserto, são em muitos sentidos completamente insustentáveis duas outras restam, uma que considera Azazel como uma pessoa denotando satanás; enquanto a outra leva o termo para remoção completa. As dificuldades insuperáveis ligadas à primeira destas noções jazem na superfície.

 

P 05

Em referência à segunda, pode-se dizer que ela não faz violência sobre a gramática hebraica, mas encerra que o bode, que devia ser para remoção completa, também não seria sacrificado, mas realmente deixado ir embora. Além disso, o que podia ser nesse caso o fim do primeiro bode que fora morto e cujo sangue fora aspergido no Santíssimo? Aqui devemos logo dizer que o ulterior costume judaico de empurrar o bode dobre um precipício pedregoso fora incontestavelmente uma inovação, de nenhum modo sancionada pela lei de Moisés e também não introduzida no tempo da tradução da Septuaginta, como a sua tradução nesta mostra: — E aquele que tiver levado o bode (que era bode emissário) lavará as suas vestes e banhará a sua carne em água; e, depois, entrará no arraial. (Bíblia Sagrada) Liv. 16: 26.

A Lei simplesmente ordenou que o bode, uma vez chegado à terra solitária, ficasse solto e a ordenança judaica de empurrá-lo sobre os precipícios é notavelmente característica da perversão rabínica do seu tipo espiritual. A palavra Azazel, que só se encontra em: — Arão tirará a sorte entre os dois bodes, usando duas pedras, uma com o nome do SENHOR, e a outra com o nome de Azazel. (NTLH) (Bíblia Sagrada) Liv. 16: 8. Esta palavra é por universal consentimento derivada duma raiz que significa inteiramente posto ao lado ou inteiramente levado embora. Se, portanto traduzirmos (la Azazel) por para ele que é inteiramente posto ao lado, isto é, o Cristo que carrega o pecado, ou por sendo inteiramente separado , ou inteiramente levado embora, a verdade permanece a mesma, apontando pela remoção temporária e provisória de pecado pelo bode solto em a terra solitária para a remoção real, completa e final de pecado pelo Senhor Jesus Cristo, como podemos ler:

— Todos nós andamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho, mas o SENHOR fez cair sobre ele a iniquidade de nós todos. (Bíblia Sagrada) Isa. 53: 6. João Batista exclama: — No dia seguinte, João viu Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. (Bíblia Sagrada) João 1: 29. O Apóstolo Pedro ainda reforça quando diz: — Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados. (Bíblia Sagrada) I Ped. 2: 24. O escritor(a) na Carta aos hebreus nos afirma: — E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma vez, para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para a salvação. (Bíblia Sagrada) Heb. 9: 28.

 

  1. Pelos transgressores intercede.

 

D. Baron diz que o verbo aqui se encontra na forma de imperfeito futuro indefinido e expressa uma obra começada, mas ainda não acabada. Enquanto Delitzch observa que o seu cumprimento mais notável foi a oração do Salvador crucificado: — Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. (Bíblia Sagrada) Luc. 23: 34.  Ele deixou-se ser contado no meio dos transgressores e nesta posição e, como resultado disto, intercede por aqueles com os quais ele foi contado. —Sobre a cruz intercedeu pelos transgressores e continua agora a sua obra intercessora diante do trono para onde Ele subiu para agora se apresentar diante de Deus á nosso favor. (Bíblia Sagrada) Heb. 9: 24. — Portanto, pode também salvar perfeitamente os que por ele se chegam á Deus, vivendo sempre para interceder por eles. (Bíblia Sagrada) Heb. 7: 25.

 

P 06

O Apóstolo João ainda diz: — Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis; e, se alguém pecar, nós temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o Justo. (Bíblia Sagrada) I João 2: 1. — Portanto, agora, nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o espírito. (Bíblia Sagrada) Rom. 8: 1. O Profeta Jeremias já nos alertava lá no passado: — Nos seus dias, Judá será salvo, e Israel habitará seguro; e este será o nome com que o nomearão: O SENHOR, Justiça Nossa.(Bíblia Sagrada) Jer. 23: 6. Portanto, citando o Apóstolo Paulo, dizemos: — Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os condenará? Pois é Cristo quem morreu ou, antes, quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.(Bíblia Sagrada) Rom. 8: 33-34.

No Antigo Testamento vemos Josué diante do Anjo do Senhor e satanás estava à sua mão direita, para se lhe opor. Mas o Senhor disse á satanás: — E me mostrou o Sumo Sacerdote Josué, o qual estava diante do Anjo do SENHOR, e satanás estava à sua mão direita, para se lhe opor. Mas o SENHOR disse a satanás: O SENHOR te repreende, ó satanás, sim, o SENHOR, que escolheu Jerusalém, te repreende; não é este um tição tirado do fogo? (Bíblia Sagrada) Zac. 3: 1-2. E foi tirado de Josué os vestidos sujos e tirada a sua iniquidade e foi vestido de vestes novas. Josué tinha um advogado eficiente, que tanto o defendeu como justificou. Pedro tinha em Jesus um advogado previdente que implorou por ele, antes que entrasse na prova, para que não desfalecesse na fé.

Mas eu orei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma os teus irmãos. (Bíblia Sagrada) Luc. 22: 32. Os Apóstolos tinham em Jesus um intercessor compassivo que diante do Pai fez conhecidas todas as suas necessidades, ainda que Ele soubesse que eles haviam de abandoná-lo na mesma noite, fugindo para guardarem as suas vidas. Mas Ele não só se lembrou destes, mas também de todos aqueles que pela sua palavra haviam de crer n,Ele. — Eu não peço somente por estes, mas também por aqueles que, pela sua palavra, hão de crer em mim; para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu, em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. (Bíblia Sagrada) João 17: 20-21.

Ele entende bem as necessidades e circunstâncias por que: — Porque, na verdade, ele não tomou os anjos, mas tomou a descendência de Abraão. Pelo que convinha que, em tudo, fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel sumo sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo. Porque, naquilo que ele mesmo, sendo tentado, padeceu, pode socorrer aos que são tentados. (Bíblia Sagrada) Heb. 2: 16-18. — Porque não temos um sumo Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno. (Bíblia Sagrada) Heb. 4: 15-16.

 

P 07

  1. A recompensa do Messias sofredor.

 

Pelo que lhe darei a parte de muitos (ou entre os muitos ou grandes), e com os poderosos repartirá Ele o despojo. Pelo príncipe deste mundo, satanás, foram á Jesus oferecidos todos os reinos deste mundo no dia da tentação no deserto, se prostrado, o adorasse; um caminho fácil para a carne alcançar domínio; mas este cominho não teve alteração para Ele, porque, pela resposta, é manifesto que a Palavra de Deus era a sua regra. Conhecimento, a Escritura, Ele conhecia que a sorte dos muitos ou dos grandes lhe seria dada por Jeová, ainda que o caminho era penoso e teve de beber o cálice amargo em levar sobre si as iniquidades de muitos e ser feito pecado e maldição por nós; mas já estava escrito que pelo o trabalho da sua alma Ele havia de ficar satisfeito. D. Barondiz, citando Delitzch: O que significa de ter a sua parte entre os (rabbim) os muitos ou grandes, é claramente revelado por tais passagens como:

— Assim, borrifará muitas nações, e os reis fecharão a boca por causa dele, porque aquilo que não lhes foi anunciado verão, e aquilo que eles não ouviram entenderão. (Bíblia Sagrada) Isa. 52: 15. Assim diz o SENHOR, o Redentor de Israel, o seu Santo, à alma desprezada, ao que as nações abominam, ao servo dos que dominam: Os reis o verão e se levantarão; os príncipes diante de ti se inclinarão, por amor do SENHOR, que é fiel, e do Santo de Israel, que te escolheu. (Bíblia Sagrada) Isa. 49: 7. Segundo os quais os grandes da Terra lhe serão trazidos para lhe renderem homenagem, ou ao menos para se submeterem a Ele. E todos os que restarem das nações que subirem contra Jerusalém, subirão de ano em ano para adorar ao Senhor dos Exércitos, o Rei, e celebrar a festa dos tabernáculos:

— Todos os que restarem de todas as nações que vieram contra Jerusalém subirão de ano em ano para adorar o Rei, o SENHOR dos Exércitos, e para celebrar a Festa dos Tabernáculos. (Bíblia Sagrada) Zac. 14: 16. O Salmista ainda diz: —Pede-me, e eu te darei as nações por herança e os confins da terra por tua possessão. (Bíblia Sagrada) Sal. 2: 8. Toda a resistência será acabada, porque também está escrito: — Dominará de mar á mar, e desde o rio até às extremidades da terra. Aqueles que habitam no deserto se inclinarão ante ele, e os seus inimigos lamberão o pó. Os reis de Társis e das ilhas trarão presentes; os reis de Sabá, e de Sebá oferecerão presentes. E todos os reis se prostrarão perante ele; todas as nações o servirão. (Bíblia Sagrada) Sal. 72: 8-11.

De Sião sairá a Lei, e de Jerusalém a Palavra do Senhor: — E virão muitos povos e dirão: Vinde, subamos ao monte do SENHOR, à casa do Deus de Jacó, para que nos ensine o que concerne aos seus caminhos, e andemos nas suas veredas; porque de Sião sairá a lei, e de Jerusalém, a palavra do SENHOR. E ele exercerá o seu juízo sobre as nações e repreenderá á muitos povos; e estes converterão as suas espadas em enxadões e as suas lanças, em foices; não levantará espada nação contra nação, nem aprenderão mais a guerrear. (Bíblia Sagrada) Isa. 2: 3-4. O que pactos e discursos de paz não podem fazer, isto Ele fará na sua vinda, dum momento para outro. Os homens falam de paz, mas no mesmo tempo se preparam para a guerra.

Tratam de limitar certas armas só para descobrirem outras ainda mais fortes. Mas Ele na sua vinda com a Palavra da sua boca e com o sopro dos seus lábios acabará com os ímpios. Na verdade parece que a guerra por aqui, só acabará, lá no final do Milênio, com a destruição total de satanás.

 

P 08

— E a justiça será o cinto dos seus lombos, e a verdade, o cinto dos seus rins. E morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará, o bezerro, o filho de leão, e a nédia ovelha viverão juntos, e um menino pequeno os guiará. A vaca e a ursa pastarão juntas, e seus filhos juntos se deitarão; e o leão comerá capim como o boi. E brincará a criança de peito sobre a toca da áspide, e o já desmamado meterá a mão na cova do basilísco. Não se fará mal nem dano algum em todo o monte da minha santidade, porque a terra se encherá do conhecimento do SENHOR, como as águas cobrem o mar. (Bíblia Sagrada) Isa. 11: 5-9. Com os poderosos repartirá Ele o despojo: Quais são os poderosos? Serão os grandes, ricos ou sábios da terra? Não, mas são os do reino de Deus. Grandes porque se humilharam, ricos porque fizeram segundo o conselho em Jesus, sábios porque aceitaram o que era considerado como loucura de Deus, mas que é mais sábio do que os homens. — Vendei o que tendes, e dai esmolas, e fazei para vós bolsas que não se envelheçam, tesouro nos céus que nunca acabe, aonde não chega ladrão, e a traça não rói. Porque onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração. (Bíblia Sagrada) Luc. 12: 33-34.

Desprestigiados, valeram-se do Senhor e do seu poder: — E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram a sua vida até à morte.(Bíblia Sagrada) Ap. 12: 11. — Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.(Bíblia Sagrada) Rom. 8: 37. Estes são os poderosos que João viu em cavalos brancos e vestidos de linho fino, branco e puro, acompanhando aquele que se chama Fiel e Verdadeiro e que julga e peleja com justiça: — E foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, puro e resplandecente; porque o linho fino são as justiças dos santos. E disse-me: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E disse-me: Estas são as verdadeiras palavras de Deus. (Bíblia Sagrada) Ap. 19: 8-9.

Ao vencedor das lutas aqui quem o acompanhará então, Jesus prometeu-lhes dar poder sobre as nações e com vara de ferro as regerá e lhes concederá que se sentem com Ele juntos ao Seu Trono, assim como Jesus venceu e se sentou com o Pai no Seu Trono: — E ao que vencer e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações, e com vara de ferro as regerá; e serão quebradas como vasos de oleiro; como também recebi de meu Pai, dar-lhe-ei a estrela da manhã.(Bíblia Sagrada) Ap. 2: 26-28. E assim a honra aos vencedores continua, certamente por toda a Eternidade, como em seguida nós podemos ler: — Ao que vencer, lhe concederei que se assente comigo no meu trono, assim como eu venci e me assentei com meu Pai no seu trono.(Bíblia Sagrada) Ap. 3: 21.

E assim aqui ainda temos a oportunidade de ler o Apóstolo Paulo escrevendo o seguinte: — Ó profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! (Bíblia Sagrada) Rom. 11: 33. O Filho Unigênito de Deus fez-se pobre fez-se maldito, fez-se pecado por nós, coisas loucas, fracas, vis, desprezíveis e as que não são para participarem da sua glória para confundir e aniquilar as coisas sábias, fortes e as que são, para que nenhuma carne se glorie perante Ele. — E ouvi a toda criatura que está nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e que está no mar, e a todas as coisas que neles há, dizer: Ao que está assentado sobre o trono e ao Cordeiro sejam dadas ações de graças, honra, glória, e poder para todo o sempre. (Bíblia Sagrada) Ap. 5: 13.

 

Transcrito por:

 

Pr. Manoel Teixeira
Site: www.assotera.com
E-mail: man.tex@hotmail.com
Fones: (47) 3248-5126 / Cel. 99985-7616 WA
ASSOCIAÇÃO TEOLÓGICA RENASCER

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.