A NATUREZA dos ANJOS

Anjo 2

 

— Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir á favor daqueles que hão de herdar a Salvação?(Bíblia Sagrada) Heb. 1: 14.

 

 

                                                      A NATUREZA dos ANJOS

 

 

 

VERDADE PRÁTICA                       

 

 

P 01

— “Bendizei ao SENHOR, Anjos seus, magníficos em poder, que cumpris as suas ordens, obedecendo a voz da sua palavra”. (Bíblia Sagrada) Sal. 103: 20.

 

Os Anjos são seres reais, espirituais e celestiais á serviço de Deus e enviados para ajudar os que vão herdar a Salvação em Cristo Jesus. Eu particularmente não saberia dizer a data da criação dos Anjos do Senhor Nosso Deus. Acredito que a existência dos Anjos de Deus seja muito longa, mas não teria eu conhecimento de quando Eles começaram há existir. Na verdade para todo lado que olhamos temos mais uma oportunidade de ver mais um Anjo de Deus em ação. Lá na Eternidade pelo conhecimento que nós temos alcançado, chegamos há conclusão que o ser humano salvo em Cristo Jesus, fará parte da Existência de Deus.

— Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. (Bíblia Sagrada) João 17: 21. Porém, até chegarmos lá, são os Anjos de Deus que estão em ação, por ordem Divina fazendo toda a Obra do Senhor Nosso Deus. — “E, no sexto mês, foi o Anjo Gabriel enviado por Deus à uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um varão cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. E, entrando o Anjo onde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres. E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras e considerava, que saudação seria esta. Disse-lhe, então, o Anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus, e eis que em teu ventre conceberás, e darás à luz um filho, e o nome d,Ele será Jesus.

Este será grande e será chamado Filho do Altíssimo; e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai, e reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu Reino não terá fim. E perguntou Maria ao Anjo: Como se fará isso, visto que não conheço varão? E, respondendo o Anjo, disse-lhe: Descerá sobre ti o Espírito Santo, e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a sua sombra; pelo que também o Santo, que de ti há de nascer, será chamado Filho de Deus”. (Bíblia Sagrada) Luc. 1.26-35. “Os Anjos estão presentes na Bíblia Sagrada desde o livro de Gênesis até o livro de Apocalipse, e o número deles é incontável. Eles apareceram á muitas pessoas na história do povo de Deus, trazendo uma missão específica.

A presente lição pretende mostrar que eles não são mitos nem lendas, mas seres reais, e continuam atuando na vida da Igreja de Cristo. Estamos sendo treinados para passarmos a eternidade com o Senhor Nosso Deus e ao lado destes seres criados para servir, então será muito útil aprendermos tudo o que pudermos a partir das Escrituras sobre os Anjos e elas indicam que lá na Eternidade nos uniremos aos Anjos para adorar há Deus ao redor do Seu trono. Aqui em seguida nós temos o texto que descreve a primeira cena que o Apóstolo João testemunhou em sua visão dos Céus: Uma espécie de uma Ária de Eventos que será montada em algum ponto do Espaço. O Profeta Daniel teve a oportunidade de ver quando aquela Área de Eventos estava sendo montada:

 

P 02

— Eu continuei olhando, até que foram postos uns tronos, e um ancião de dias se assentou; a sua veste era branca como a neve, e o cabelo da sua cabeça, como a limpa lã; o seu trono, chamas de fogo, e as rodas dele, fogo ardente. (Bíblia Sagrada) Dan. 7: 9. “Ao redor do trono, há também vinte e quatro tronos, e sentados neles, vinte e quatro anciãos vestidos de branco, em cujas cabeças estão coroas de ouro”. — Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta nos Céus; e a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer. E logo fui arrebatado em espírito, e eis que um trono estava posto nos Céus, em algum ponto do Espaço, e um assentado sobre o trono. E o que estava assentado era, na aparência, semelhante à pedra de jaspe e de sardônica; e o arco celeste estava ao redor do trono e era semelhante à esmeralda.

E ao redor do trono haviam vinte e quatro tronos; e vi assentados sobre os tronos vinte e quatro anciãos vestidos de vestes brancas; e tinham sobre a cabeça coroas de ouro. (Bíblia Sagrada) Ap. 4: 1-4. Os anciãos representam a Igreja de Cristo. O fato de haver lugares permanentes para eles indica que o povo redimido de Deus continuará adorando á Deus ao lado dos Anjos. O escritor, ou a escritora da Epístola aos Hebreus diz que os Anjos são espíritos ministradores, enviados para servir os que hão de herdar a Salvação em Cristo Jesus. — Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir á favor daqueles que hão de herdar a Salvação? (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 14. Deus ordena aos Seus Anjos que cuidem dos Seus santos, mas não há apoio escriturístico que apontem Anjos governando sobre eles ou receberem adoração. Os Anjos, como servos de Deus, interferem de tempos em tempos nos assuntos humanos, mas a forma como isso acontece, sabemos muito pouco.

Na verdade, a Bíblia Sagrada não revela tudo o que gostaríamos de saber sobre os Anjos. Os Anjos são seres espirituais que podem, até certo ponto, assumir forma humana. A maior coisa que podemos aprender dos Anjos é sua obediência instantânea e sem questionamentos às ordens de Deus. “A existência dos Anjos, conforme veremos a partir de agora, é claramente demonstrada pelo ensino, tanto do  Antigo, quanto do Novo Testamento. São inúmeros os textos do Antigo Testamento que comprovam a realidade da existência dos Anjos. — E foi também Jacó o seu caminho, e encontraram-no os Anjos de Deus. E Jacó disse, quando os viu: Este é o exército de Deus. E chamou o nome daquele lugar Maanaim. (Bíblia Sagrada) Gên. 32: 1-2. — Então o Anjo do Senhor veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia há Joás, abiezrita: E Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas. (Bíblia Sagrada) Jui. 6: 11.

Na verdade os Anjos hoje são uma forma da manifestação do Senhor Nosso Deus, há Sua linda e Amada criação que aí está, muito especialmente a humanidade. Nos textos alistados anteriormente, vemos os Anjos em suas funções principais de servir e louvar a Yahweh, transmitir as mensagens de Deus, obedecer Sua vontade, executar a vontade de Deus, e também como guerreiros. No contexto do Novo Testamento, os Anjos não são apresentados simplesmente como “mensageiros de Deus”, mas também como “ministros aos herdeiros da Salvação”. — Deus nunca disse à nenhum dos seus Anjos: “Sente-se do meu lado direito, até que eu ponha os seus inimigos como estrado debaixo dos seus pés.” Então, o que são os Anjos? Todos eles são espíritos que servem á Deus, os quais ele envia para ajudar os que vão receber a salvação. (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 13-14. Outrossim, a existência dos Anjos é apresentada de maneira inequívoca no Novo Testamento.

 

P 03

— O inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os Anjos. (Bíblia Sagrada) Mat. 13: 39. — E disse-lhe: Na verdade, na verdade vos digo que daqui em diante vereis os Céus abertos, e os Anjos de Deus subirem e descerem sobre o Filho do homem. (Bíblia Sagrada) João 1: 51. — E a qual dos anjos disse jamais: Assenta-te à minha direita até que ponha a teus inimigos por escabelo de teus pés? Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir á favor daqueles que hão de herdar a salvação? (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 13-14. O termo teológico apropriado para esse estudo que ora iniciamos é Angelologia (do grego angelos, “anjo” e logia, “estudo”, “dissertação”). Angelologia, se constitui, portanto, de doutrina específica dentro do contexto daquilo que é denominados de Teologia Sistemática, a qual se ocupa em estudar a existência, as características, natureza moral e atividades dos Anjos. Iniciaremos, portanto, pelo estudo da existência dos Anjos. – Dito isto, convido-o a pensar maduramente na fé cristã!

 

  1. OS ANJOS
  2. Quem são eles? Os Anjos são uma classe de seres criados por Deus, assim como os seres humanos foram também criados. A palavra “Anjo” chegou à nossa língua pelo latim angelus, uma transliteração do termo grego angelos, que a Septuaginta empregou para traduzir o hebraico mal’ak, “mensageiro, Anjo”. Na nossa cultura, quando se fala em Anjo, todos entendemos o que isso significa; veem à nossa mente os seres espirituais e sobrenaturais que habitam nos Céus. Mas o termo tem significado mais amplo. Os Anjos foram criados por Deus, ao que tudo indica, foram criados pela Palavra do Senhor, Deus ordenou, e os Anjos nasceram, e começaram há existir: — Louvai-o, todos os seus Anjos; louvai-o, todos os seus exércitos. Louvai-o, sol e lua; louvai-o, todas as estrelas luzentes. Louvai-o, Céus dos Céus, e as águas que estão sobre os Céus:

Louvem o nome do Senhor, pois mandou, e logo foram criados. (Bíblia Sagrada) Sal. 148: 2-5. O fato de serem criaturas está implícito em: — Segundo a sua vontade, ele nos gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como primícias das suas criaturas. (Bíblia Sagrada) Tia. 1: 18. E assim como nós acabamos de ver, os nossos santos Anjos também são criaturas, todavia apesar da humildade do ser humano, lá no final lá na ETERNIDADE, nós ainda chegaremos na frente! O tempo da criação dos Anjos é deixado indefinido na Bíblia Sagrada, apenas sabemos que quando foram lançados os fundamentos da Terra há aproximadamente (4.500.000.000) quatro bilhões e quinhentos milhões de anos atrás, os Anjos já existiam. — Onde estavas tu quando eu fundava a terra? Faze-me saber, se tens inteligência. Quem lhe pôs as medidas, se tu o sabes?

Ou quem estendeu sobre ela o equipamento de medir? Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina, quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus, os Anjos rejubilavam? (Bíblia Sagrada) Jó 38: 4-7. Eu não acredito que os Anjos tenham sido Eternos, mas tem sim uma longa existência ao lado do Senhor Nosso Deus. — Como caíste dos Céus, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! (Bíblia Sagrada) Isa. 14: 12. Como nós podemos ver aqui, esta última frase fala do líder dos Anjos, lúcifer, hoje satanás, o adversário de Deus, mas eu particularmente acredito que todos os Anjos tenham sido criados na mesma época.

 

P 04

Os Anjos são de uma ordem completamente diferente dos seres humanos, nós seres humanos, somos físicos e os Anjos são espirituais. Porém em muitas oportunidades, os Anjos tem feito uso de corpos humanos. — E levantou os seus olhos, e olhou, e eis que três varões estavam em pé junto a ele. E vendo-os, correu da porta da tenda ao seu encontro, e inclinou-se à terra, (Bíblia Sagrada) Gên. 18: 2. Aqui nós temos mais uma oportunidade de ver quando três Anjos fazendo uso de corpos humanos, visitaram Abraão o nosso Pai da Fé. Em nenhum lugar a Bíblia Sagrada afirma que os Anjos foram criados há imagem e semelhança de Deus, como foram criados os seres humanos. — E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, sobre as aves dos Céus, sobre o gado, sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra. (Bíblia Sagrada) Gên. Gên. 1: 26. É interessante notar Jesus ensinando sobre o nosso estado após a ressurreição, vivendo na Presença de Deus.

— Porque na ressurreição não casam nem são dados em casamento; mas serão como os Anjos de Deus nos Céus. (Bíblia Sagrada) Mat. 22: 30. Para começar nós precisamos entender que lá na Eternidade, lá na Presença de Deus não haverá mulher, lá na Eternidade, todos seremos santos, a alma da mulher ao ressuscitar receberá como todos, um corpo de um santo glorificado. Como você acabou de ler, seremos semelhantes aos Anjos, e como você viu, não existe (anja). Assevera que nós seremos “como os Anjos”, ao ressuscitar receberemos um corpo espiritual glorificado, como os corpos dos Anjos. Isso valerá para todos os mortos que ressuscitarem, como os vivos que forem transformados. — Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados. (Bíblia Sagrada) I Cor. 15: 52.

 

  1. Os gregos e os romanos. O mundo grego usava (angelos) para um mensageiro ou embaixador em assuntos humanos, alguém que fala ou age em nome de quem o enviou. Foi essa a palavra usada na Septuaginta para traduzir o hebraico (mal’ak). Entre os romanos, a ideia não era diferente dos gregos. Como expliquei no subtópico anterior, a palavra original correspondente no grego (angelos) é usado tanto para mensageiros humanos, como divinos. — Então, Jezabel mandou um mensageiro à Elias, a dizer-lhe: Assim me façam os deuses e outro tanto, se decerto amanhã a estas horas não puser a tua vida como a de um deles. (Bíblia Sagrada) I Reis 19: 2. — Quando os discípulos de João foram embora, Jesus começou a dizer ao povo o seguinte a respeito de João: — O que vocês foram ver no deserto? Um caniço sacudido pelo vento? Então mandou que alguns mensageiros fossem na frente.

No caminho eles entraram em um povoado da região de Samaria a fim de prepararem um lugar para ele. (Bíblia Sagrada) Luc. 7: 24. 9: 52. Os primeiros tipos de Anjos mencionados na Bíblia Sagrada são os querubins, que foram enviados por Deus para proteger a árvore da vida no Jardim do Éden. — E havendo lançado fora o homem, pôs querubins ao oriente do jardim do Éden, e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida. (Bíblia Sagrada) Gên. 3: 24. A Escritura usa várias expressões para descrever os Anjos. Eles são chamados de “seres celestiais”. — Pois quem nos Céus é comparável ao SENHOR? Entre os (seres celestiais), quem é semelhante ao SENHOR? (Bíblia Sagrada) Sal. 89: 6. Filhos de Deus: — E vindo um dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também satanás entre eles. Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus rejubilavam? (Bíblia Sagrada) Jó 1: 6. 38: 7.

 

P 05

Identificados como Santos: — E os Céus louvarão as tuas maravilhas, ó Senhor, e a tua fidelidade também na assembleia dos santos. (Bíblia Sagrada) Sal. 89: 5.

Estrelas da alva: — Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus rejubilavam? (Bíblia Sagrada) Jó 38: 7.

São identificados como príncipes: — Mas o príncipe do reino da Pérsia se pôs defronte de mim vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. (Bíblia Sagrada) Dan. 10: 13.

Ainda como, “principados e potestades”: — Para que agora, pela Igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades nos Céus, (Bíblia Sagrada) Efé. 3: 10.

 

  1. Na Bíblia. O termo mal’ak, na cultura hebraica, indicava um ser celeste e espiritual dotado de poderes sobrenaturais e acima de qualquer humano. — Bendizei ao Senhor, Anjos seus, magníficos em poder, que cumpris as suas ordens, obedecendo a voz da sua palavra. (Bíblia Sagrada) Sal. 103: 20. — Enquanto os Anjos, sendo maiores em força e poder não pronunciam contra eles juízo blásfemo diante do Senhor. (Bíblia Sagrada) II Ped. 2: 11. Eles pertencem a corte de Javé nos Céus, onde o louvam e o servem. — Os serafins estavam acima dele; cada um tinha seis asas: com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés e com duas voavam. E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos: Toda a terra está cheia da sua glória. (Bíblia Sagrada) Isa. 6: 2-3.

— E olhei, e ouvi a voz de muitos Anjos ao redor do trono, dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões e milhares de milhares. E todos os Anjos estavam ao redor do trono, dos anciãos, e dos quatro animais: E prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram á Deus, (Bíblia Sagrada) Ap. 5: 11. 7: 11. Convém nunca perder de vista que essa palavra se aplica também há mensageiros humanos; o Profeta Ageu foi chamado de mal’al Yahweh, “o embaixador do SENHOR” (REVISTA e CORRIGIDA), — Eis que eu envio o meu Anjo, que preparará o caminho diante de mim; e, de repente, virá ao seu Templo o Senhor, a quem vós buscais, o Anjo do concerto, a quem vós desejais; eis que vem, diz o SENHOR dos Exércitos. (Bíblia Sagrada) Mal. 3: 1. Ou “enviado do SENHOR” (REVISTA ATUALIZADA), — Eis que eu envio o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de mim; de repente, virá ao seu Templo o Senhor, a quem vós buscais, o Anjo da Aliança, a quem vós desejais; eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos. (Bíblia Sagrada) Mal. 3: 1.

João Batista é outro exemplo do uso do termo: Como mensageiro, para os seres humanos.  — Como está escrito no Profeta Isaías: Eis que eu envio o meu Anjo ante a tua face, o qual preparará o teu caminho diante de ti. Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas. Apareceu João batizando no deserto e pregando o batismo de arrependimento, para remissão dos pecados. (Bíblia Sagrada) Mar. 1: 2. O termo português ‘anjo’ é derivado do latim angelus, que por sua vez deriva-se do grego ‘angelos’ (lê-se ‘anguelos’). No hebraico o termo é ‘malak’, que pode ser traduzido por “mensageiro”, o que designa a ideia de ofício de mensageiro. O grego clássico emprega o termo angelos para mensageiro, embaixador em assuntos humanos, que fala e age no lugar daquele que o enviou. No Antigo Testamento, onde o termo malak ocorre 108 vezes, os Anjos aparecem como seres celestiais, membros da corte de Yahweh, que servem e louvam há Ele, ao Senhor.

 

      P 06

— Tu só és SENHOR, tu fizeste os Céus, o céu dos Céus e todo o seu exército, a terra e tudo quanto nela há, os mares e tudo quanto neles há; e tu os guardas em vida a todos, e o exército dos Céus te adora. (Bíblia Sagrada) Nee. 9: 6. — E vindo um dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também satanás entre eles. (Bíblia Sagrada) Jó 1: 6. Eles são espíritos ministradores. — E deitou-se, e dormiu debaixo dum zimbro: E eis que então um Anjo o tocou, e lhe disse: Levanta-te, come. (Bíblia Sagrada) I Reis 19: 5. Eles transmitem a vontade de Deus. — E ouvi uma voz de homem nas margens do Rio Ulai, a qual gritou, e disse: Gabriel dá á entender à esse a visão. E veio perto donde eu estava; e vendo ele, fiquei assombrado, e caí sobre o meu rosto; mas ele me disse: Entende, filho do homem, porque esta visão se realizará no fim dos tempos. (Bíblia Sagrada) Dan. 8: 16-17. Eles também obedecem em tudo, há vontade de Deus.

— Bendizei ao Senhor, Anjos seus, magníficos em poder, que cumpris as suas ordens, obedecendo à voz da sua palavra. (Bíblia Sagrada) Sal. 103: 20. Os Anjos também executam os propósitos de Divinos.  — Acendeu-se a ira de Deus, porque ele se foi; e o Anjo do SENHOR pôs-se-lhe no caminho por adversário. Ora, Balaão ia caminhando, montado na sua jumenta, e dois de seus servos, com ele. (Bíblia Sagrada) Núm. 22: 22. E assim os Anjos ainda passam grande parte do seu tempo louvando ao Senhor Deus Todo-Poderoso. — Quando as Estrelas da Alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus rejubilavam? (Bíblia Sagrada) Jó 38: 7. Louvai-o, todos os seus Anjos; louvai-o, todos os seus exércitos. (Bíblia Sagrada) Sal. 148: 2.No Novo Testamento, a palavra angelos aparece por 175 vezes, os Anjos aparecem como representativos do mundo celestial e mensageiros de Deus. Funções semelhantes as do Antigo Testamento são atribuídas há eles, tais como: Servem e louvam há Cristo.

— Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, na terra, e debaixo da terra, E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o Senhor, para glória de Deus Pai. (Bíblia Sagrada) Filp. 2: 9-11.  — Eando outra vez introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os Anjos de Deus o adorem. (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 6. Os Anjos ainda são espíritos ministradores. — E aconteceu que o mendigo morreu e foi levado pelos Anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico e foi sepultado. (Bíblia Sagrada) Luc. 16: 22. — E, quanto aos Anjos diz: O que de seus anjos faz ventos, e de seus ministros labareda de fogo. (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 7. Eles também transmitem a vontade de Cristo. — E, tendo-se eles retirado, eis que o Anjo do Senhor apareceu à José em sonhos, dizendo:

Levanta-te, e toma o menino e sua mãe, e foge para o Egito, e demora-te lá até que eu te diga; porque Herodes á de procurar o menino para matar. (Bíblia Sagrada) Mat. 2: 13. E assim passado um tempo o Anjo volta: — Dizendo: Levanta-te, toma o menino e sua mãe, e vá para a terra d’Israel; porque já estão mortos os que procuravam a morte do menino. (Bíblia Sagrada) Mat. 2: 20. Como nós podemos ver, mais uma vez o Anjo do Senhor continua agindo: — E o Anjo do Senhor falou à Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai para a banda do sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserta. (Bíblia Sagrada) Atos 8: 26. Os Anjos obedecem há vontade de Deus, e executam os Seus propósitos. — O inimigo, que o semeou, é o diabo; a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os Anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo.

 

P 07

Mandará o Filho do homem os seus Anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniquidade. E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes. (Bíblia Sagrada) Mat. 13: 39-42. Eles celebram os louvores de Cristo. — E, no mesmo instante, apareceu com o Anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando á Deus, e dizendo: Glória a Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com os homens. (Bíblia Sagrada) Luc. 2: 13-14. Ali, os anjos estão vinculados a eventos especiais, tais como: A concepção de Cristo. — E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um Anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo; E dará a luz um filho e chamarás o seu nome JESUS; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados. (Bíblia Sagrada) Mat. 1: 20-21. Aqui nós podemos ver o Anjo do Senhor atuando no nascimento de Cristo. — E eis que um Anjo do Senhor veio sobre eles, e a glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor.

E o Anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo, pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos e deitado numa manjedoura. (Bíblia Sagrada) Luc. 2: 9-12. Na Ressurreição do Senhor Jesus, os Anjos também participaram: — Mas o Anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscai a Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia. Ide pois, imediatamente, e dizei aos seus discípulos que já ressuscitou dos mortos. E eis que ele vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis. Eis que eu vos tenho dito. (Bíblia Sagrada) Mat. 28: 5-7.

Sua ascensão e a Sua Segunda Vinda. — E estando com os olhos fitos nos Céus, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois (Varões = Anjos) vestidos de branco, Os quais lhes perguntaram: Varões galileus, por que estais olhando para os Céus? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima nos Céus, á de vir assim como para os Céus o vistes ir. (Bíblia Sagrada) Atos 1: 10-11. Foi Agostinho no século IV d. C. quem desenvolveu o estudo acerca do mundo angelical. Segundo esse Pai da Igreja, os Anjos teriam uma natureza puramente espiritual e livre. Comentando o Gênesis, Agostinho definiu as funções destes seres celestes, que seriam responsáveis pela glorificação de Deus e pela transmissão da vontade divina. Agostinho afirmava que os Anjos estariam voltados tanto para o mundo espiritual quanto para o mundo visível, no qual interviriam com certa frequência.

 

  1. OS SERES CELESTIAIS PARA SERVIR

 

  1. Natureza. Os Anjos são criaturas espirituais e invisíveis aos seres humanos. Eles são sobrenaturais e, como os humanos, possuem natureza racional. São em grandes multidões nos Céus. — Mas chegastes ao monte de Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de Anjos; (Bíblia Sagrada) Heb. 12: 22. — E olhei, e ouvi a voz de muitos Anjos ao redor do trono, dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões e milhares de milhares. (Bíblia Sagrada) Ap. 5: 11. Como criaturas, não são autônomos nem independentes; não agem como tal e nunca receberam adoração. A habitação deles é os Céus, digamos o mesmo Espaço onde habita o Próprio Deus, e assim eles podem ver sempre a face do Pai.

 

P 08

Não possuem corpo físico ou material, a menos que façam uso de um corpo humano, pois eles podem se apresentar na forma humana, quando ocorrem as manifestações angelofânicas. Essas aparições ocasionais são bíblicas. — Então a mulher entrou e falou ao seu esposo, dizendo: Um homem de Deus veio à mim, cuja vista era semelhante a vista dum Anjo de Deus, terribilíssima: E não lhe perguntei donde era, nem ele me disse o seu nome: (Bíblia Sagrada) Jui. 13: 6. — Não vos esqueçais da hospitalidade, porque por ela alguns, não o sabendo, hospedaram Anjos. (Bíblia Sagrada) Heb. 13: 2. Os Anjos são assexuados, não se reproduzem nem estão sujeitos a morte. — Porquanto, quando ressuscitarem dos mortos, não casarão, nem se darão em casamento, mas serão como os Anjos que estão nos Céus. (Bíblia Sagrada) Mar. 12: 25. — Porque já não podem mais morrer; pois são iguais aos Anjos, e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição. (Bíblia Sagrada) Luc. 20: 36.

É importante ressaltar que os Anjos não existem desde a eternidade, eles foram criados por Deus no momento de sua criação. — Louvai-o, todos os seus Anjos; louvai-o, todos os seus exércitos. (Bíblia Sagrada) Sal. 148: 2. — Porque nele (em Jesus) foram criadas todas as coisas que há nos Céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades: Tudo foi criado por ele e para ele, (certamente, inclusive os Anjos). (Bíblia Sagrada) Col. 1: 16. A Bíblia Sagrada não indica com precisão em que parte foram criados, mas podemos entender que isso deve ter acontecido imediatamente após ter criado os Céus e antes de ter criado a Terra, segundo podemos ver em:  — ASSIM os Céus, a terra e todo o seu exército foram acabados. (Bíblia Sagrada) Gên. 2: 1. Não podemos também definir número, mas sabemos que um ‘exercito’ compreende grande quantidade, uma ‘legião’ compreende um número grandioso.

— Um rio de fogo manava e saía de diante dele: Milhares de milhares o serviam, e milhões de milhões estavam diante dele: Assentou-se o juízo, e abriram-se os livros. (Bíblia Sagrada) Dan. 7: 10. — Ou pensas tu que eu não poderia agora orar ao meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de Anjos? (Bíblia Sagrada) Mat. 26: 53. — Mas chegastes ao monte de Sião, e à cidade do Deus vivo, à Jerusalém celestial, e aos muitos milhares de Anjos; (Bíblia Sagrada) Heb. 12: 22. E assim como nós podemos ver há seguir, eles são milhões de milhões e milhares de milhares. — E olhei, e ouvi a voz de muitos Anjos ao redor do trono, dos animais, e dos anciãos; e era o número deles milhões de milhões e milhares de milhares. (Bíblia Sagrada) Ap. 5: 11. Deus certamente criou todos de uma só vez, pois os Anjos não tem capacidade de propagar-se como o ser humano.

— Porque na ressurreição não casam nem são dados em casamento; mas serão como os Anjos de Deus nos Céus. (Bíblia Sagrada) Mat. 22: 30. Os Anjos são seres espirituais – incorpóreos. — Não são, porventura, todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação? (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 14. Os Anjos não tem corpo físico, mas eles podem assumir forma corpórea. — Fazes a teus Anjos ventos e a teus ministros, labaredas de fogo. (Bíblia Sagrada) Sal. 104: 4. — E, quanto aos Anjos diz: O que de seus Anjos faz ventos, e de seus ministros labaredas de fogo. (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 7. São imortais – Os Anjos não estão sujeitos a dissolução: Nunca morrem. A imortalidade dos Anjos se deriva de Deus e depende de Sua vontade. Os Anjos são isentos da morte, porque assim Deus os criou.

 

P 09

— E, respondendo Jesus, disse-lhes: Os filhos deste mundo casam-se e dão-se em casamento, mas os que forem havidos por dignos de alcançar o mundo vindouro e a ressurreição dos mortos nem hão de casar, nem ser dados em casamento; porque já não podem mais morrer, pois são iguais aos Anjos e são filhos de Deus, sendo filhos da ressurreição. (Bíblia Sagrada) Luc. 20: 34-36. Não se reproduzem conforme sua espécie – As Escrituras em parte alguma ensinam que os Anjos são seres assexuados. Conclusão, encontramos referindo-se aos Anjos, com o uso de pronomes do gênero, sempre masculino. — E ouvi uma voz humana que vinha do Rio Ulai e que gritou assim: — Gabriel, explique a visão à esse homem. Aí Gabriel chegou mais perto de mim, e isso me deixou muito assustado. Eu me ajoelhei e encostei o rosto no chão. E ele disse: — Você, homem mortal, precisa entender a visão, pois ela é a respeito do tempo do fim. (Bíblia Sagrada) Dan. 8: 16-17.

Como você acabou de ler, o Livro de Daniel faz o papel de (APOCALIPSE) do Antigo Testamento. Mas voltando ao assunto, nós não podemos nos esquecer, que lá na Eternidade, lá Presença de Deus, só (EXISTEM ANJOS), não existem (ANJAS), isso quer dizer que as nossas mulheres lá na Eternidade, serão Santos, e não santas. As mulheres uma vez mortas, ao ressuscitarem receberão um corpo Glorificado, receberão um corpo semelhante aos corpos dos Anjos, um corpo de Santo, pois não existem (anjas), e sendo assim lá na Eternidade, não existirão santas. — Então, um Anjo do Senhor lhe apareceu, posto em pé, a direita do altar do incenso. E Zacarias, vendo-o, turbou-se, e caiu temor sobre ele. E, entrando o Anjo onde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo; bendita és tu entre as mulheres. E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras e considerava que saudação seria esta.

Disse-lhe, então, o Anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus, (Bíblia Sagrada) Luc. 1: 11-12. 28-30. — E eu, João, sou aquele que vi e ouvi estas coisas. E, havendo-as ouvido e visto, prostrei-me aos pés do Anjo que me mostrava para o adorar. E disse-me: Olha, não faças tal, porque eu sou conservo teu e de teus irmãos, os profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adore a Deus. (Bíblia Sagrada) Ap. 22: 8-9. Como nós podemos ver aqui, o Apóstolo João confundiu um cristão também ressuscitado, com um Anjo Celeste, veja você o quanto seremos parecidos com Eles. Mas, não obstante, o casamento, a reprodução entre a humanidade, é da ordem e dos planos de Deus. Os Anjos são poderosos – Hoje, antes da nossa ressureição os Anjos são dotados de poder sobre-humano. — Bendizei ao Senhor, Anjos seus, magníficos em poder, que cumpris as suas ordens, obedecendo a voz da sua palavra. (Bíblia Sagrada) Sal. 103: 20.

Os Anjos são uma classe de seres criados superiores aos seres humanos, é bom lembrar, superiores enquanto nós estivermos neste vida. — Não sabeis vós que havemos de julgar os Anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida? (Bíblia Sagrada) I Cor. 6: 3.  Contudo, é bom lembrar que esse poder que os Anjos tem são limitados, os Anjos não são Onipotentes. — Deus fará o que é justo: Ele trará sofrimento para aqueles que fazem com que vocês sofram e dará descanso à vocês e também à nós, que sofremos. Ele fará isso quando o Senhor Jesus vier dos Céus e aparecer junto com os seus Anjos poderosos, (Bíblia Sagrada) II Tes. 1: 6-7. — Estendendo, pois, o Anjo a sua mão sobre Jerusalém, para destruí-la, o SENHOR se arrependeu daquele mal; e disse ao Anjo que fazia a destruição entre o povo: Basta, agora retira a tua mão. E o Anjo do SENHOR estava junto à eira de Araúna, o jebuseu.

 

P 10

E, vendo Davi ao Anjo que feria o povo, falou ao SENHOR e disse: Eis que eu sou o que pequei e eu o que iniquamente procedi; porém estas ovelhas o que fizeram? Seja, pois, a tua mão contra mim e contra a casa de meu pai. (Bíblia Sagrada) II Sam. 24: 16-17.  Aqui nós temos mais uma demonstração de poder dos Anjos: — Mas de noite um Anjo do Senhor abriu as portas da prisão, e, tirando-os para fora, disse: E eis que sobreveio o Anjo do Senhor, e resplandeceu uma luz na prisão; e, tocando em Pedro na ilharga, o despertou, dizendo: Levanta-te depressa. E caíram-lhe das mãos as cadeias. (Bíblia Sagrada) Atos 5: 19. 12: 7. — E eis que houvera um grande terremoto, porque um Anjo do Senhor, descendo dos Céus, chegou, removendo a pedra, e sentou-se sobre ela. (Bíblia Sagrada) Mat. 28: 2.

  1. Ofício. Não é possível descrever todas as atividades dos Anjos em tão pouco espaço. A Bíblia Sagrada mostra a atuação deles nas diversas esferas nos Céus e na terra. Uma de suas atividades, e a principal delas, é louvar e glorificar há Deus. — Louvai-o, todos os seus Anjos; louvai-o, todos os seus exércitos. (Bíblia Sagrada) Sal. 148: 2.  — E todos os Anjos estavam ao redor do trono, dos anciãos, dos quatro animais: E prostraram-se diante do trono sobre seus rostos, e adoraram á Deus, Dizendo: Amém. Louvor, glória, sabedoria, ação de graças, honra, poder, e força ao nosso Deus, para todo o sempre. (Bíblia Sagrada) Ap. 7: 11-12. Eles executam obras em favor de homens e mulheres para socorrer e ajudar nas suas dificuldades. Apesar de terem vontade, os Anjos são, como todas as criaturas, sujeitos a vontade de Deus. Os Anjos bons são enviados por Deus para ajudar os verdadeiros cristãos. — Não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação? (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 14.

A seguir, algumas atividades que a Bíblia Sagrada atribui aos Anjos:

 

Eles louvam há Deus: — E os Anjos clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos: Toda a terra está cheia da sua glória. (Bíblia Sagrada) Isa. 6: 3.

 

Eles adoram há Deus: — E quando outra vez introduz no mundo o primogênito, diz: E todos os Anjos de Deus o adorem. (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 6.

 

Eles se regozijam nos feitos de Deus: — Quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus rejubilavam? (Bíblia Sagrada) Jó 38: 7.

 

Eles servem há Deus: — Bendizei ao Senhor, Anjos seus, magníficos em poder, que cumpris as suas ordens, obedecendo a voz da sua palavra. (Bíblia Sagrada) Sal. 103: 20.

 

Eles se apresentam perante Deus: — E vindo um dia em que os filhos de Deus (os Anjos) vieram apresentar-se perante o Senhor, veio também satanás entre eles. (Bíblia Sagrada) Jó 1: 6.

 

Eles são instrumentos dos julgamentos de Deus: — E DEPOIS destas coisas vi quatro Anjos que estavam sobre os quatro cantos da terra, retendo os quatro ventos da terra, para que nenhum vento soprasse sobre a terra, nem sobre o mar, nem contra árvore alguma. (Bíblia Sagrada) Ap. 7: 1.

 

P 11

Eles trazem respostas às orações: — Pedro, pois, era guardado na prisão: Mas a Igreja fazia contínua oração por ele á Deus. E quando Herodes estava para o fazer nessa mesma noite comparecer, estava Pedro dormindo, entre dois soldados, ligado com duas cadeias, e os guardas diante da porta guardavam a prisão. E eis que sobreveio o Anjo do Senhor, e resplandeceu uma luz na prisão; e, tocando a Pedro na ilharga, o despertou, dizendo: Levanta-te depressa. E caíram-lhe das mãos as cadeias. E disse-lhe o Anjo: Cinge-te, e ata as tuas alparcas. E ele o fez assim. Disse-lhe mais: Lança às costas a tua capa, e segue-me. (Bíblia Sagrada) Atos 12: 5-8.

 

Eles ajudam a ganhar almas para Cristo: — E o Anjo do Senhor falou à Filipe, dizendo: Levanta-te, e vai para a banda do sul, ao caminho que desce de Jerusalém para Gaza, que está deserta. (Bíblia Sagrada) Atos 8: 26.

 

Eles observam a ordem cristã, obra e sofrimento: — Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados á morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, aos Anjos, e aos homens. (Bíblia Sagrada) I Cor. 4: 9.

Eles dão encorajamento em tempos de perigo: — Porque esta mesma noite o Anjo de Deus, de quem eu sou, e a quem sirvo esteve comigo, Dizendo: Paulo, não temas: Importa que sejas apresentado á César, e eis que Deus te deu todos quantos navegam contigo. (Bíblia Sagrada) Atos 27: 23-24. O que a Bíblia Sagrada diz sobre anjos da guarda?

Embora a expressão “anjo da guarda” não ocorre na Bíblia Sagrada, muitas pessoas acreditam que cada indivíduo recebe um “anjo da guarda” no dia do nascimento ou no dia do batismo. Porém, a Bíblia Sagrada não diz nada sobre isso. Uma das passagens bíblicas mais conhecidas para defender esta interpretação está registrada aqui: — O Anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra. (Bíblia Sagrada) Sal. 34: 7.  Outra passagem encontra-se no Evangelho de Mateus, quando o Senhor Jesus, falando acerca dos pequeninos, declarou: — Vede, não desprezeis algum destes pequeninos, porque eu vos digo que os seus Anjos nos Céus sempre veem a face de meu Pai que está nos Céus. (Bíblia Sagrada) Mat. 18: 10. Porém, essas passagens não provam nada. Essas passagens não ensinam que cada cristão ou criança tem seu próprio “anjo da guarda”, mas, simplesmente expressam o cuidado geral de Deus por Seu povo através dos Anjos. Uma interpretação provável para expressão “seus Anjos nos Céus” é que eles estão prontos para a ação por ordem de Deus.

Sabemos que os Anjos são “espíritos ministradores” enviados para servir aos cristãos. — Os Anjos não são porventura todos eles espíritos ministradores, enviados para servir á favor daqueles que hão de herdar a salvação? (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 14. Mas se cada pessoa possui um anjo da guarda, a Bíblia Sagrada não diz nada especificamente. A Bíblia Sagrada fala de um “exército celestial” – Todos os Anjos que velam pelo povo de Deus. Assim, neste exato momento, há um pelotão de forças angelicais cuidando de sua vida. Assim, a noção popular de um anjo da guarda para cada cristão não tem base Bíblica. Ao invés disso, as Escrituras Sagradas afirmam uma verdade ainda mais preciosa: O cuidado de um cristão não é a tarefa de apenas um Anjo; todo o exército angelical, em consenso, cuida de cada cristão e de sua salvação. — E foi também Jacó o seu caminho, e encontraram-no os Anjos de Deus.

 

P 12

E Jacó disse, quando os viu: Este é o exército de Deus. E chamou o nome daquele lugar Maanaim. (Bíblia Sagrada) Gên. 32: 1-2. —Assim vos digo que há alegria diante dos Anjos de Deus por um pecador que se arrepende.(Bíblia Sagrada) Luc. 15: 10.

 

  1. A ação dos Anjos durante o ministério de Jesus. Sua participação já começa antes mesmo do nascimento de Jesus, quando o Anjo Gabriel anunciou à Zacarias o nascimento de João Batista. — Disse então Zacarias ao Anjo: Como saberei isto? Pois eu já sou velho, e minha mulher avançada em idade. E, respondendo o Anjo, disse-lhe: Eu sou Gabriel, que assisto diante de Deus, e fui enviado a falar-te e dar-te estas alegres novas; (Bíblia Sagrada) Luc. 1: 18-19. Seis meses depois, o nascimento de Jesus à Maria. — E, no sexto mês, foi o Anjo Gabriel enviado por Deus à uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, há uma virgem desposada com um varão, cujo nome era José, da casa de Davi; e o nome da virgem era Maria. E, entrando o Anjo onde ela estava, disse: Salve, agraciada; o Senhor é contigo: bendita és tu entre as mulheres.

E, vendo-o ela, turbou-se muito com aquelas palavras, e considerava que saudação seria esta. Disse-lhe então o Anjo: Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus; E eis que em teu ventre conceberás e darás a luz um filho, e o seu nome será Jesus. (Bíblia Sagrada) Luc. 1: 26-31. Os Anjos assistiram há Jesus durante todo o seu ministério terreno, na tentação do deserto, na agonia do Getsêmani, na sua ressurreição e na ascensão aos Céus. — E ali esteve no deserto quarenta dias, tentado por satanás. E vivia entre as feras, e os Anjos o serviam. (Bíblia Sagrada) Mar. 1: 13. — E estando com os olhos fitos nos Céus, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois varões (dois Anjos) vestidos de branco, (Bíblia Sagrada) Atos 1: 10.

 

3.1. Em seu nascimento.

  1. Previsão. Gabriel predisse o nascimento de Jesus. — E, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um Anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi, não temas receber Maria tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo; (Bíblia Sagrada) Mat. 1: 20.
  2. Anúncio. Um Anjo anunciou o nascimento de Jesus aos pastores e foi acompanhado em seu louvor por uma multidão de Anjos. — Ora havia naquela mesma comarca Pastores que estavam no campo, e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho. E eis que o Anjo do Senhor veio sobre eles, e a Glória do Senhor os cercou de resplendor, e tiveram grande temor. E o Anjo lhes disse: Não temais, porque eis aqui vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo: Pois, na cidade de Davi, vos nasceu hoje o Salvador, que é Cristo, o Senhor. E isto vos será por sinal: Achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura. E, no mesmo instante, apareceu com o Anjo uma multidão dos exércitos celestiais, louvando á Deus, e dizendo: Glória há Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com a humanidade. E aconteceu que, ausentando-se deles os Anjos para os Céus, disseram os Pastores uns aos outros: Vamos pois até Belém, e vejamos isso que aconteceu, e que o Senhor nos fez saber. (Bíblia Sagrada) Luc. 2: 8-15.

 

P 13

3.2. Durante sua vida.

  1. Alerta. Um Anjo alertou José e Maria a que fugissem para o Egito, escapando, assim, da ira do rei Herodes. — E, tendo-se eles retirado, eis que o Anjo do Senhor apareceu à José em sonhos, dizendo: Levanta-te, e toma o menino e sua mãe, e foge para o Egito, e demora-te lá até que eu te diga; porque Herodes á de procurar o menino para o matar. E, levantando-se ele, tomou o menino e sua mãe, de noite, e foi para o Egito. E esteve lá até à morte de Herodes, para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo Profeta, que diz: Do Egito chamei o meu Filho. (Bíblia Sagrada) Mat. 2: 13-15.
  2. Direção. Um Anjo orientou a família para retornar à Israel após a morte do rei Herodes. — Morto, porém Herodes, eis que o Anjo do Senhor apareceu num sonho à José no Egito. Dizendo: Levanta-te, e toma o menino e sua mãe, e vá para a terra d’Israel; porque já estão mortos os que procuravam a morte do menino. Então ele se levantou, tomou o menino e sua mãe, e foi para a terra d’Israel. (Bíblia Sagrada) Mat. 2: 19-21.
  3. Ministração. Anjos ministraram à Jesus após sua tentação no deserto. — Então o diabo o deixou; e, eis que chegaram os Anjos, e o serviram. . (Bíblia Sagrada) Mat. 4: 11. E assim os Anjos atuam mais uma vez, agora no seu conflito no Getsêmani. — E apareceu-lhe um Anjo dos Céus, que o confortava. (Bíblia Sagrada) Luc. 22: 43.
  4. Defesa. Jesus disse que haviam legiões de Anjos preparadas para defendê-lo se ele os chamasse. — Ou pensas tu que eu não poderia agora orar a meu Pai, e que ele não me daria mais de doze legiões de Anjos? (Bíblia Sagrada) Mat. 26: 53.

 

3.3. Após sua ressurreição.

  1. Na pedra. Um Anjo rolou a pedra que fechava a entrada do sepulcro de Jesus. — E, NO fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena, e a outra Maria foram ver o sepulcro; E eis que houvera um grande terremoto, porque um Anjo do Senhor, descendo dos Céus, chegou, removendo a pedra, e sentou-se sobre ela. (Bíblia Sagrada) Mat. 28: 1-2.
  2. Anúncio. E assim no fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, os Anjos de plantão na porta do sepulcro, anunciaram para as mulheres, a RESSURREIÇÃO do Senhor Jesus! — E, NO fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena, e a outra Maria foram ver o sepulcro;

Mas o Anjo, respondendo, disse às mulheres: Não tenhais medo; pois eu sei que buscai a Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui, porque já ressuscitou, como havia dito. Vinde, vede o lugar onde o Senhor jazia. (Bíblia Sagrada) Mat. 28: 1. 5-6. 

  1. Ascensão. Os Anjos estavam presentes na ascensão do Senhor Jesus. — E estando com os olhos fitos nos Céus, enquanto Ele subia, eis que junto deles se puseram dois (Varões = Anjos) vestidos de branco, Os quais lhes perguntaram: Varões galileus, por que estais olhando para os Céus? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima nos Céus, á de vir assim como para os Céus o vistes ir. (Bíblia Sagrada) Atos 1: 10-11.

 

3.4. Na Segunda Vinda de Jesus.

  1. Arrebatamento. A voz do Arcanjo será ouvida no arrebatamento da Igreja.

 

P 14

— Porque o mesmo Senhor descerá dos Céus com alarido e com voz de Arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. (Bíblia Sagrada) I Tes. 4: 16. — DEPOIS destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta nos Céus: E a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer. (Bíblia Sagrada) Ap. 4: 1.

  1. Segunda Vinda. Os Anjos vão acompanhá-lo na Segunda Vinda. — E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os Santos Anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; (Bíblia Sagrada) Mat. 25: 31.
  2. Juízo. Os Anjos vão separar o joio do trigo na Segunda Vinda. — O inimigo, que o semeou, é o diabo; e a ceifa é o fim do mundo; e os ceifeiros são os Anjos. Assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será na consumação deste mundo. (Bíblia Sagrada) Mat. 13: 39-40.

 

III. AS HOSTES ANGELICAIS

A Bíblia Sagrada menciona as categorias angelicais sem apresentar detalhes de sua natureza; somente se manifesta em alguns casos, como veremos a seguir.

 

  1. As hierarquias angelicais. O Apóstolo Paulo inclui nessas hierarquias duas duplas de seres: “Tronos e dominações”, “principados e potestades”. — Porque n,Ele foram criadas todas as coisas que há nos Céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por Ele e para Ele. (Bíblia Sagrada) Col. 1: 16. Alguns acham que a primeira dupla seja uma referência as “coisas visíveis”; e as outras duas, as “coisas invisíveis”. Uma tentativa sem sucesso. Os tronos estão localizados nos Céus, mas a literatura pseudoepígrafa dos antigos rabinos tem os tronos como seres celestes. — Eu continuei olhando, até que foram postos uns tronos e um ancião de dias se assentou; a sua veste era branca como a neve, e o cabelo da sua cabeça, como a limpa lã; o seu trono, chamas de fogo, e as rodas dele, fogo ardente. (Bíblia Sagrada) Dan. 7: 9.

— E ao redor do trono havia vinte e quatro tronos; e vi assentados sobre os tronos vinte e quatro anciãos vestidos de vestidos brancos; e tinham sobre suas cabeças coroas de ouro. (Bíblia Sagrada) Ap. 4: 4. A maioria dos expositores do Novo Testamento reconhece o termo “tronos” nesse contexto como classificação angelical. As dominações se referem aos poderes celestes. — Que manifestou em Cristo, ressuscitando-o dos mortos e pondo-o à sua direita nos Céus, acima de todo principado, poder, potestade, domínio, e de todo nome que se nomeia, não só neste século, mas também no vindouro. (Bíblia Sagrada) Efé. 1: 20-21. A única referência clara a uma hierarquia, é a que nos mostra a frase seguinte, que o Arcanjo Miguel tem outros Anjos debaixo de seu comando.

— E houve batalha nos Céus: Miguel e os seus Anjos batalhavam contra o dragão, e batalhava o dragão e os seus anjos; (Bíblia Sagrada) Ap. 12: 7. No entanto, não há dúvidas de que encontramos na Bíblia Sagrada evidências da existência de uma hierarquia entre os Anjos, isto é, se acham organizados de forma hierárquica, numa forma de graduação, de autoridade. Essa graduação‚ destacada pelo tipo de atividade que os Anjos exercem em todo o Universo e na presença de Deus. Paulo aponta diretamente para isto quando usa a expressão “principados e potestades”. Essa designação indica a existência de certos Anjos que ocupam lugares de autoridade no mundo angélico.

 

P 15

Paulo emprega essa expressão tanto para se referir aos anjos caídos como para se referir aos Anjos de Deus sendo que, em duas ocasiões ele fala de anjos maus, isto é, demônios, e em outras duas ele fala dos santos Anjos de Deus. — Porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. (Bíblia Sagrada) Efé. 6: 12.  — Porque n,Ele foram criadas todas as coisas que há nos Céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por Ele e para Ele. (Bíblia Sagrada) Col. 1: 16. O Apóstolo Pedro também emprega essa mesma expressão para se referir aos Anjos do Senhor. — O qual está à direita de Deus, tendo subido aos Céus, havendo-se-lhe sujeitado os Anjos, as autoridades, e as potências. (Bíblia Sagrada) I Ped. 3: 22.

Não confunda essa hierarquização com o assunto estudado na lição anterior sobre espíritos territoriais. Nos últimos tempos muitas heresias surgiram relacionadas á hierarquia dos Anjos. Os propagadores dessas heresias defendem a ideia de que existem seres angelicais que se ocupam em uma organização hierárquica territorial. Nas Escrituras Sagradas encontramos três classes ou tipos de anjos: Querubins: Anjos dotados de grande poder e majestade. São frequentemente mencionados em conexão com a adoração á Deus e a revelação de sua Glória. — Farás também dois Querubins de ouro; de ouro batido os farás, nas duas extremidades do propiciatório. (Bíblia Sagrada) Êxo. 25: 18.  — Ó SENHOR dos Exércitos, Deus de Israel, que habitas entre os Querubins; tu és o Deus, tu somente, de todos os reinos da terra; tu fizeste os Céus e a terra. (Bíblia Sagrada) Isa. 37: 16.  Serafins: Anjos que parece próxima à classe dos querubins. São mencionados apenas pelo Profeta Isaías. Os serafins são descritos pelo Profeta com uma riqueza de detalhes que revela seu serviço em torno do trono de Deus.

— Mas um dos Serafins voou para mim trazendo na mão uma brasa viva, que tirara do Altar com uma tenaz; e com ela tocou a minha boca e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniquidade foi tirada, e purificado o teu pecado. (Bíblia Sagrada) Isa. 6: 6-7. Arcanjo: apenas Miguel é mencionado na Bíblia Sagrada pertencente a esta classe. — Mas o Arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda. (Bíblia Sagrada) Judas 1: 9.  Alguns estudiosos acreditam que possa haver mais arcanjos, enquanto outros afirmam que apenas Miguel ocupa esse posto. Ele é retratado na Bíblia Sagrada como um comandante do exército celestial á serviço de Deus, ou seja, ele ocupa o posto mais elevado na hierarquia dos Anjos. — E houve batalha nos Céus: Miguel e os seus Anjos batalhavam contra o dragão; e batalhavam o dragão e os seus anjos, mas não prevaleceram; nem mais o seu lugar se achou nos Céus. (Bíblia Sagrada) Ap. 12: 7-8.

 

  1. Serafins e Querubins. São outras duas categorias de Anjos sobre as quais a Bíblia Sagrada revela algo mais do que as categorias anteriores. O termo serafim significa “flamejante, brilhante, refulgente”. Os Serafins são criaturas sobrenaturais associadas á Glória de Deus e representam a presença, a grandeza e a majestade Divinas. — Os serafins estavam acima dele; cada um tinha seis asas: Com duas cobriam o rosto, e com duas cobriam os pés, e com duas voavam. (Bíblia Sagrada) Isa. 6: 2.

 

 P 16

Os querubins simbolizam a transcendência de Deus, o qual “habita entre os querubins”. — Enviou, pois, o povo à Siló, e trouxeram de lá a arca do concerto do SENHOR dos Exércitos, que habita entre os Querubins; e os dois filhos de Eli, Hofni e Finéias, estavam ali com a arca do concerto de Deus. (Bíblia Sagrada) I Sam. 4: 4.  Eles são representados como criaturas aladas colocadas no propiciatório da Arca do Concerto. — Fez também dois Querubins de ouro; de obra batida os fez, às duas extremidades do propiciatório; um Querubim a uma extremidade desta banda, e o outro Querubim à outra extremidade da outra banda; do mesmo propiciatório fez sair os querubins às duas extremidades dele. E os Querubins estendiam as asas por cima, cobrindo com as asas o propiciatório; e os seus rostos estavam defronte um do outro; o rosto dos Querubins estava virado para o propiciatório. (Bíblia Sagrada) Êxo. 37: 7-9.

O vocábulo serafim deriva do “saraph” e significa ardente, refulgente ou brilhante, nobres ou afogueados. Esta classe de Anjos aparece uma só vez na Bíblia Sagrada. — No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi o Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e o seu séquito enchia o Templo. Os Serafins estavam acima dele; cada um tinha seis asas: Com duas cobriam o rosto, e com duas cobriam os pés, e com duas voavam. E clamavam uns para os outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o SENHOR dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua Glória. (Bíblia Sagrada) Isa. 6: 1-3.  Nesta escritura, os Serafins estão intimamente ligados ao serviço de adoração e louvor ao Senhor. Nesse serviço, eles promovem, proclamam e mantém a santidade de Deus.

Na visão do Profeta Isaías, os Serafins são representados como tendo seis asas. As asas de cada Serafim tinham funções específicas. Com duas asas cobriam o rosto, numa atitude de reverência perante o Senhor. Com as outras duas asas cobriam os pés, falando de santidade no andar diante de Deus, e com as duas últimas asas, eles voavam. Essa visão de seres alados não significa que todos os Anjos, obrigatoriamente, têm de Ter asas. As asas desses Serafins tinham por objetivo mostrar ao Profeta a capacidade de movimento e locomoção dos Anjos para realizarem a vontade de Deus. Na verdade o uso dessas asas aqui, são simbólicos, representam os movimentos. É uma forma materializada que os seres espirituais usam para serem compreendidos, porque, de fato, os Anjos são incorpóreos.

Querubins. Essa classe de Anjos criados por Deus se destaca pela ligação que eles tem com o trono de Deus. A palavra querubim, no original hebraico “querub”, tem o sentido de guardar, cobrir. Eles aparecem pela primeira vez na Bíblia Sagrada, aqui, no Jardim do Éden para guardar a entrada oriental a fim de que o ser humano que havia pecado contra o seu Criador não tivesse acesso ao caminho da árvore da vida. — E, havendo lançado fora os seres humanos, pôs Querubins ao oriente do Jardim do Éden e uma espada inflamada que andava ao redor, para guardar o caminho da árvore da vida.(Bíblia Sagrada) Gên. 3: 24.

O que aprendemos acerca dos Querubins‚ que eles possuem uma posição elevada na corte celestial e estão diretamente ligados ao trono de Deus. — E orou Ezequias perante o SENHOR e disse: Ó SENHOR, Deus de Israel, que habitas entre os Querubins, tu mesmo, só tu és Deus de todos os reinos da terra; tu fizeste os Céus e a terra. (Bíblia Sagrada) II Reis 19: 15. — Ó SENHOR dos Exércitos, Deus de Israel, que habitas entre os Querubins; tu és o Deus, tu somente, de todos os reinos da terra; tu fizeste os Céus e a terra. (Bíblia Sagrada) Isa. 37: 16.  No livro do Profeta Ezequiel, os querubins aparecem cheios de olhos e o trono de Deus está acima deles.

 

P 17

— E todo o seu corpo, as suas costas, as suas mãos, as suas asas, e as rodas, as rodas que os quatro tinham, estavam cheias de olhos em redor. (Bíblia Sagrada) Eze. 10: 12. A ligação dos Querubins com o trono de Deus nos ensina que eles guardam o acesso a presença de Deus. Só nos é possível entrar no Santo dos Santos ou “Lugar Santíssimo“ com o sangue da aliança em nossas vidas. — Tendo, pois, irmãos, ousadia para entrar no Santuário, pelo Sangue de Jesus, pelo novo e vivo caminho que ele nos consagrou, pelo véu, isto é, pela sua carne, e tendo um grande Sacerdote sobre a Casa de Deus, cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé; tendo o coração purificado da má consciência e o corpo lavado com água limpa, (Bíblia Sagrada) Heb. 10: 19-22.

 

  1. Arcanjo. Esse termo significa chefe ou líder dos Anjos. Essa palavra só aparece duas vezes na Bíblia Sagrada, e especialistas afirmam que esse Arcanjo é verdadeiramente único. — Porque o mesmo Senhor descerá dos Céus com alarido, e com voz de Arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro; (Bíblia Sagrada) I Tes. 4: 16.  — “Mas o arcanjo Miguel, quando contendia…” — Mas o Arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda. (Bíblia Sagrada) Judas 1: 9. Os tratados de teologia costumam incluir Gabriel como arcanjo. Miguel e Gabriel são os únicos anjos mencionados por nome na Bíblia Sagrada. O nome “Miguel”, mikhael em hebraico, significa “quem é semelhante a Deus?”; e “Gabriel”, “varão de Deus”. As Escrituras Sagradas revelam existir mais seres nos Céus, da mesma natureza e com a mesma posição de Arcanjo: “O Profeta Daniel fala de Miguel”:

— Mas o príncipe do reino da Pérsia se pôs defronte de mim vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. (Bíblia Sagrada) Dan. 10: 13.  Veja que a expressão “um dos primeiros príncipes” mostra que pode existir outros como Miguel, aí ficaria a pergunta, será? A palavra “Arcanjo” representa a mais elevada posição na hierarquia angelical. O prefixo “arc” , do grego “arch”, sugere tratar-se de um chefe, um príncipe, um primeiro-ministro. Entre os livros apócrifos, existe o livro de Enoque, que apresenta sete arcanjos, a saber: Uriel, Rafael, Raquel, Saracael, Miguel, Gabriel e Remiel. Mas o único nome dessa lista que aparece nos livros canônicos da Bíblia Sagrada que usamos é o do Arcanjo Miguel.  É bom lembrar que os livros apócrifos não foram aprovados. — Mas o Arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda. (Bíblia Sagrada) Judas 1: 9.

Esse Arcanjo se destaca biblicamente como uma espécie de administrador e protetor dos interesses divinos em relação há Israel. — E, naquele tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, livrar-se-á o teu povo, todo aquele que se achar escrito no livro. (Bíblia Sagrada) Dan. 12: 1.  O Arcanjo Miguel‚ é denominado “príncipe dos filhos de Israel” porque seria Ele o guardião dessa Nação Israelense. Na visão apocalíptica e escatológica (futura) que João teve na Ilha de Pátmos, o Arcanjo Miguel surgirá como o grande comandante dos exércitos celestiais contra as milícias satânicas, representadas pelo dragão, símbolo de satanás. — E houve batalha nos Céus: Miguel e os seus Anjos batalhavam contra o dragão; e batalhavam o dragão e os seus anjos, mas não prevaleceram; nem mais o seu lugar se achou nos céus.

 

P 18

E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o diabo e satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. E ouvi uma grande voz nos Céus, que dizia: Agora chegada está a Salvação, a força, o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite. E eles o venceram pelo Sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram a sua vida até à morte. Pelo que alegrai-vos, ó Céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam na terra e no mar! Porque o diabo desceu à vós e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo. (Bíblia Sagrada) Ap. 12: 7-12.  Na vinda pessoal de Jesus Cristo, na primeira fase de convocação dos remidos do Senhor, a Escritura Sagrada não dá nome ao Arcanjo, mas declara que a voz do Arcanjo será ouvida pelos mortos santos, os quais ressuscitarão e se levantarão de suas sepulturas para ir ao encontro do Senhor nos ares.

 

  1. JESUS E O ARCANJO MIGUEL

O ministério dos Anjos em relação a Jesus vem desde o anúncio do seu nascimento até a sua ascensão aos Céus. Miguel é Anjo e se inclui também nesse ministério.

 

  1. A identidade de Miguel. As Escrituras falam muito pouco a respeito desse Anjo. O seu nome aparece cinco vezes na Bíblia Sagrada, como “príncipes”, Arcanjo e combatente contra satanás e seus anjos. Alguns grupos religiosos ensinam que Miguel é o próprio Jesus Cristo. Esse pensamento não nos surpreende, pois um desses grupos é arianista. O que nos chama a atenção é o fato de outros grupos cristãos, que afirmam crer na Trindade, confundam o Criador com a criatura. Esclarecendo o termo ‘arianismo’: Doutrina de Ário 250-336, um professor do início do século 4º d. C., de Alexandria (Egito), que afirmava ser Cristo a essência intermediária entre a divindade e a humanidade, negava-lhe o caráter divino e ainda desacreditava a Santíssima Trindade. O Arianismo, então, é a crença de que Jesus era um ser criado com atributos divinos, mas não era divindade em Si mesmo.

Hoje, existem seitas que advogam esse ensino e que afirmam que sempre que Miguel é mencionado na Bíblia Sagrada, refere-se à Pessoa de Jesus como Comandante dos exércitos celestiais em direta disputa com satanás e os anjos maus. (Leia mais sobre este assunto aqui). — Mas o Arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda. (Bíblia Sagrada) Judas 1: 9.  A mensagem que acabamos de ler é a única passagem das Escrituras Sagrada que mostra ser Miguel um Arcanjo. “O termo grego ἀρχ (gr. arch) significa, “chefe, líder” ou “cabeça”. Isto mostra que Miguel é um líder dos Anjos. Seu nome em hebraico é מִֽיכָאֵ֗ל (Michael), significa ‘Quem é semelhante há Deus?’.

O hebraísta Heinrich Friedrich Wilhelm Gesenios, declara que a tradição rabínica afirma ser Miguel “um dos sete arcanjos”. Esses arcanjos aparecem na literatura rabínica apocalíptica, em que esses nomes são apresentados no livro pseudoepífrafo de Enoque: Uriel, Rafael, Raquel, Miguel, Saracael, Gabriel e Remiel (1º Enoque 20.2-8; Tob 12.15). (CACP).

 

P 19

  1. Uma diferença abissal. Não é verdade que o Senhor Jesus Cristo seja o mesmo Miguel, pois há uma diferença abissal entre ambos: Jesus é Deus, o Criador e transcendente, Miguel é Anjo, portanto, uma criatura. — No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. (Bíblia Sagrada) João 1: 1-3.  Jesus é adorado até pelos Anjos, e isso inclui o próprio Miguel; no entanto, Miguel, sendo Anjo, não pode ser adorado. — E, quando outra vez introduz no mundo o Primogênito, diz: E todos os Anjos de Deus o adorem. (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 6.

Jesus é o Senhor dos senhores, e Miguel é príncipe. — Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, eleitos e fiéis. (Bíblia Sagrada) Ap. 17: 14. — Mas o príncipe do reino da Pérsia se pôs defronte de mim vinte e um dias, e eis que Miguel, um dos primeiros príncipes, veio para ajudar-me, e eu fiquei ali com os reis da Pérsia. Mas eu te declararei o que está escrito na escritura da verdade; e ninguém há que se esforce comigo contra aqueles, a não ser Miguel, vosso príncipe. (Bíblia Sagrada) Dan. 10: 13, 21.

Distinções entre Jesus e Miguel: Jesus é chamado de Filho, mas Miguel não, por ser ele Anjo. Aliás, aqui é bom explicar: Jesus, o Cristo, é Filho do Deus Pai, os Anjos, e a partir daí toda a criação são filhos do Deus: Pai, Filho, e Espírito Santo. Sendo assim, Jesus é Criador: — No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por Ele, e sem Ele nada do que foi feito se fez. (Bíblia Sagrada) João 1: 1-3. Miguel é criatura que obedece ao Criador: — Ou pensas tu que eu não poderia, agora, orar a meu Pai e que ele não me daria mais de doze legiões de Anjos? (Bíblia Sagrada) Mat. 26: 53.  — Porque n,Ele, (em Jesus) foram criadas todas as coisas que há nos Céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por Ele e para Ele. (Bíblia Sagrada) Col. 1: 16.  Jesus é adorado por Miguel: —E, quando outra vez introduz no mundo o Primogênito, diz: E todos os Anjos de Deus o adorem. (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 6.

Miguel não pode ser adorado: — Eu, João, sou quem ouviu e viu estas coisas. E, quando as ouvi e vi, prostrei-me ante os pés do Anjo que me mostrou essas coisas, para adorá-lo. Então, ele me disse: Vê, não faças isso; eu sou conservo teu, dos teus irmãos, os Profetas, e dos que guardam as palavras deste livro. Adora há Deus. (Bíblia Sagrada) Ap. 22: 8-9.  Jesus é Rei dos reis, e Senhor dos senhores: — Que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo; a qual, á seu tempo, mostrará o bem-aventurado e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores; (Bíblia Sagrada) I Tim. 6: 14-15. Miguel é príncipe dos judeus: — E, naquele tempo, se levantará Miguel, o grande príncipe, que se levanta pelos filhos do teu povo, e haverá um tempo de angústia, qual nunca houve, desde que houve nação até àquele tempo; mas, naquele tempo, livrar-se-á o teu povo, todo aquele que se achar escrito no livro. (Bíblia Sagrada) Dan. 12: 1.

Jesus não é o Arcanjo Miguel. A Bíblia Sagrada em nenhum lugar identifica Jesus como Miguel (ou como qualquer outro anjo). Aqui nós podemos ver uma clara distinção entre Jesus e os Anjos: — Porque a qual dos Anjos disse jamais: Tu és meu Filho, hoje te gerei? E outra vez: Eu lhe serei por Pai, e ele me será por Filho?

 

P 20

E, quando outra vez introduz no mundo o Primogênito, diz: E todos os Anjos de Deus o adorem. E, quanto aos Anjos, diz: O que de seus Anjos faz ventos e de seus ministros, labareda de fogo. Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos, cetro de equidade é o cetro do teu reino. (Bíblia Sagrada) Dan. 1: 5-8. A hierarquia dos seres celestiais é esclarecida nessa passagem, os Anjos adoram há Jesus, o qual, como Deus, é o único digno de adoração. Nenhum Anjo é jamais adorado nas Escrituras Sagradas; portanto, Jesus sendo (digno de adoração) não poderia ser o Arcanjo Miguel ou qualquer outro Anjo (não digno de adoração). Os Anjos são chamados de filhos de Deus, sim, como você já leu filhos de Deus Pai, Filho, e Espírito Santo:

— E vindo um dia em que os filhos de Deus vieram apresentar-se perante o SENHOR, veio também satanás entre eles. Sobre que estão fundadas as suas bases, ou quem assentou a sua pedra de esquina, quando as estrelas da alva juntas alegremente cantavam, e todos os filhos de Deus rejubilavam? (Bíblia Sagrada) Jó 1: 6. 38: 6- 7.  O Arcanjo Miguel talvez seja o maior de todos os Anjos. Miguel é o único Anjo na Bíblia Sagrada que é chamado de “Arcanjo”. O Arcanjo Miguel, porém, é apenas um Anjo. Ele não é Deus. A clara distinção no poder e autoridade de Miguel e de Jesus pode ser vista através da comparação onde Jesus repreende satanás, dando-lhe inclusive explicações:

— Então, disse-lhe Jesus: Vai-te, satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a ele servirás. (Bíblia Sagrada) Mat. 4: 10. No entanto a seguir nós podemos ver, onde o Arcanjo Miguel “não se atreveu a proferir juízo infamatório” contra satanás e chama o Senhor para repreendê-lo. — Mas o Arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda. (Bíblia Sagrada) Judas 1: 9.  Jesus é Deus como Ele mesmo disse, o Pai e Eu somos a mesma Pessoa: — O Pai e Eu somos um. (Bíblia Sagrada) João 10: 30.  O Arcanjo Miguel é um Anjo poderoso, sim, mas mesmo assim, ainda só um Anjo, e não Deus.

 

CONCLUSÃO. A Bíblia Sagrada traz muitas informações acerca dos Anjos e, apesar das inúmeras referências bíblicas, ainda muito pouco sabemos a respeito de quem eles são e do que fazem. A diferença entre os Anjos e os seres humanos está, entre outras, no fato de que há nós o Criador deu a capacidade reprodutiva e, para tal, quando criou o ser humano, criou um casal que geraria outros da mesma espécie. Os Anjos não se reproduzem. A Escritura Sagrada ensina que Anjos ministram aos santos: — Não são, porventura, todos eles espíritos ministradores, enviados para servir a favor daqueles que hão de herdar a salvação? (Bíblia Sagrada) Heb. 1: 14. A história ainda nos conta que algumas pessoas “hospedaram Anjos sem saber quem estavam hospedando”.

— Não vos esqueçais da hospitalidade, porque, por ela, alguns, não o sabendo, hospedaram Anjos. (Bíblia Sagrada) Heb. 13: 2. Em nenhum lugar nas Escrituras Sagradas somos encorajados a procurar evidências de Anjos na vida cotidiana, além do que, Paulo adverte os cristãos a não se tornarem adoradores de Anjos. — Ninguém vos domine a seu bel-prazer, com pretexto de humildade e culto dos Anjos, metendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, (Bíblia Sagrada) Col. 2: 18. Os Anjos não dormem, não tiram férias. Eles são ministros. São feitos ventos. Eles agem diuturnamente. O diabo como anjo que é vive procurando por todos os meios enganar as pessoas. Os Anjos de Deus estão ao nosso redor.

 

P 21

Eles nos vigiam, nos guardam. Eles estão perto de nós. O mundo está povoado deles. Eles são milhões de milhões. Eles são guerreiros. Eles são adoradores. Eles trabalham em nosso favor. Eles são em maior número que os nossos adversários. Estamos do lado do vencedor! — Tu falaste comigo, e eu prestei atenção em cada palavra. Ó SENHOR, Deus Todo-Poderoso, eu sou teu, e por isso as tuas palavras encheram o meu coração de alegria e de felicidade. (Bíblia Sagrada) Jer. 15: 16.

 

Transcrito Por:

 

Pr. Manoel Teixeira

Site: www.assotera.com

E-mail: man.tex@hotmail.com

Fones: (47) 3248-5126 / Cel. 99985-7616 WA

ASSOCIAÇÃO TEOLÓGICA RENASCER

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.