A Serpente Ardente.

5 A Serpente ardente

 

— Disse o SENHOR a Moisés: Faze uma serpente abrasadora, põe-na sobre uma haste, e será que todo mordido que olhar para ela viverá. (Bíblia Sagrada) Núm. 21: 8.

 

 

                  

              

                 A Serpente ARDENTE.

 

 

P 01

Vivemos num Mundo difícil, como eu tenho dito, e escrito, um Mundo de dor, um Mundo de muito sofrimento, um Mundo onde muitos não suportando tanto sofrimento, dão cabo ás suas próprias vidas. Num passado bem distante, cerca de (1700) mil e setecentos anos antes de Cristo, nós podemos ver (Jacó = Israel) neto do nosso Patriarca Abraão o pai da FÉ, descendo da terra de Canaã, que é conhecida hoje como (Palestina) para o Egito com toda a sua família. Sendo o seu filho José já então, o governador do Egito, como nós podemos ver seria uma excelente mudança. Mas a descendência de Jacó que era um grupo de mais de (70) setenta pessoas, descendo para o Egito, logo cresceu, e transformou-se na gigantesca Nação de Israel, acabando na escravidão lá no Egito.

— Estes, pois, são os nomes dos filhos de (Jacó = Israel), que entraram no Egito juntamente com o seu pai; cada um entrou com sua família: Rúben, Simeão, Levi e Judá; Issacar, Zebulom e Benjamim; Dã, Naftali, Gade e Aser. Todas as pessoas, pois, que descendiam de (Jacó = Israel) foram setenta pessoas; José, porém, já estava no Egito. (Bíblia Sagrada) Êxo. 1: 1-5. Porém, essa gente durante os anos que ficou no Egito, viveu a amargura da escravidão. Vivendo na escravidão e crescendo tanto, tornando-se uma população tão grande, que acabou provocando preocupação no governo do Egito, ao ponto de o rei ordenar as parteiras, que matassem todas as crianças do sexo masculino, ao nascer!

— E o rei do Egito falou às parteiras das mulheres hebreias (das quais o nome de uma era Sifrá, e o nome da outra, Puá) e disse: Quando ajudardes no parto as mulheres hebreias e as virdes sobre os assentos, se for filho homem, matai-o; mas, se for filha mulher, então, deixe viva. (Bíblia Sagrada) Êxo. 1: 15-16. Os filhos de (Jacó = Israel), Jacó era filho de Isaque, que era filho de Abraão, o Hebreu, ou seja, o homem vindo do outro lado do Rio Eufrates, alguns anos depois ao saírem do Egito, há quem diga que era um grupo de aproximadamente (10.000.000), milhões de pessoas. E aqui nós tenhamos talvez uma rápida explicação: — As parteiras, porém, temeram á Deus e não fizeram como o rei do Egito lhes mandara;

antes, conservavam os meninos com vida. Então, o rei do Egito chamou as parteiras e perguntou-lhes: Por que fizestes isto, que guardastes os meninos com vida? E as parteiras disseram á Faraó, o rei do Egito: É que as mulheres hebreias não são como as egípcias; porque são vivas e já têm dado à luz aos filhos antes que a parteira venha a elas. Portanto, Deus fez bem às parteiras. E o povo aumentou e se fortaleceu muito. (Bíblia Sagrada) Êxo. 1: 17-20. Daí, o crescimento da população numa época onde a ordem Divina era: Crescei e Multiplicai: — E Deus os abençoou e Deus lhes disse:

Frutificai, e multiplicai-vos, e enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre todo o animal que se move sobre a terra. (Bíblia Sagrada) Gên. 1: 28. Uma vez que esta era a ordem Divina, mesmo na escravidão, a população se multiplicava certamente a cada dia, ao ponto de em pouco tempo chegar á um número tão elevado. Mas com tudo isso, havia da parte de Deus o nosso Criador, promessas ao nosso Patriarca Abraão, promessas estas que se estendem sobre o povo Hebreu até mesmo nos dias de hoje, sendo a massa da humanidade praticamente HEBREIA, o que muitos mesmo pertencendo há RAÇA não sabem disso:

 

P 02

— E apareceu o SENHOR á Abrão e disse: À tua semente, ou seja, aos teus descendentes, darei esta terra. E Abraão edificou ali um altar ao SENHOR, que lhe aparecera. (Bíblia Sagrada) Gên. 12: 7. Isso quer dizer que a Nação Israelense viveria no Egito apenas por algum tempo, porém o seu futuro seria numa terra chamada Canaã, atualmente conhecida como, Palestina. Aquele povo, aquela Nação ficou lá no Egito, segundo alguns, por espaço de (430) quatrocentos e trinta anos, porém têm especialistas dizendo que: Os quatrocentos e trinta anos marcam a chegada do Patriarca Abraão naquela região conhecida como Palestina, até a saída dos seus filhos lá do Egito. Assim sendo, o povo Hebreu teria ficado no Egito apenas (215-220) duzentos e quinze, duzentos e vinte anos. Seja como for, o povo ficou lá, se multiplicou, e chegou a hora de sair do Egito, voltando assim para a terra de Canaã, hoje conhecida como Palestina.

Mas, pelo fato de a Nação Israelense ter sido escravizada, no Egito, ela perdeu também a liberdade de voltar para a sua terra, então o tempo passou, e chegou a hora do Próprio Deus o nosso Criador ir, em busca do seu povo. Chegando assim a hora de começar há preparar um Líder para realizar tal façanha, o que na verdade não seria nada fácil, seria sim, necessário preparar uma pessoa todas especial para realizar tal tarefa, daí nasce o grande Líder: MOISÉS: — E foi-se um varão da casa de Levi e casou com uma filha de Levi. E a mulher concebeu, e teve um filho, e, vendo que ele era formoso, escondeu-o por três meses. Não podendo, porém, mais escondê-lo, tomou uma arca de juncos e a betumou com betume e pez; e, pondo nela o menino, a pôs nos juncos à beira do rio. (Bíblia Sagrada) Êxo. 2: 1-3.

Então Moisés nascendo na época em que as parteiras tinham ordens para matar todos os meninos, a mãe não procurou parteira para lhe ajudar, teve o parto sozinha, e assim pode guardar o menino com vida. Porém com o crescimento do menino, começou á ficar difícil de mantê-lo escondido, e chegou a hora de se desfazer do próprio filho, colocando-o lá na margem do Rio Nilo, certamente para que um crocodilo o pudesse devorá-lo. Aliás, se eu não me engano, Flávio Josefo nos fala dessa história, nos dizendo que na época lá no Egito, ter um filho comido por um crocodilo, representava uma benção de deus, certamente, do deus-crocodilo, é claro.

Mas, Deus tinha na vida daquele menino, um projeto todo especial, o Senhor nosso Deus havia prometido para o seu povo, para o povo Hebreu a terra de Canaã, e assim á seu tempo Ele, Deus faria acontecer. Daí, o nascimento e a proteção do menino Moisés. O menino sendo colocado dentro de um cestinho, e sendo colocado à margem do Rio Nilo, logo foi encontrado e recolhido por uma princesa, a filha de Faraó, o rei do Egito. — A irmã do menino ficou de longe, para observar o que lhe haveria de suceder. Desceu a filha de Faraó (a princesa) para se banhar no rio, e as suas donzelas passeavam pela beira do rio; vendo ela o cesto no carriçal, enviou a sua criada e o tomou.

Abrindo-o, viu a criança; e eis que o menino chorava. Teve compaixão dele e disse: Este é menino dos hebreus. Então, disse a irmã do menino à filha de Faraó: Queres que eu vá chamar uma das mulheres hebreias que sirva de ama e te crie a criança? Respondeu-lhe a filha de Faraó: Va. Saiu, pois, a moça e chamou a mãe do menino. Então, lhe disse a filha de Faraó: Leve este menino e crie ele para mim; eu lhe pagarei um salário. A mulher tomou o menino e o criou. (Bíblia Sagrada) Êxo. 2: 4-9. A palavra, o nome Moisés, traduzido quer dizer tão somente (TIRADO), tirado das águas. Aqui como nós podemos ver, quando Deus age nas nossas vidas acontece cada coisa que muitas vezes fica até mesmo difícil de entender.

 

P 03

Como acabamos de ler, enquanto as parteiras eram ordenadas á matar os meninos Hebreus, a princesa, a filha do Faraó adota um menino Hebreu. E assim aqui na vida de Moisés, era Deus agindo desde o seu nascimento e em cada momento da sua vida, a Mão de Deus estava por trás de cada movimento. Flávio Josefo nos conta que aproximadamente lá pelos (3) três anos de idade, a mãe biológica, a mulher que o criou levou o para a princesa, a princesa apresentando o menino ao rei seu pai, colocou no colo do rei, então o rei muito feliz, tirou a sua coroa da cabeça e colocou na cabeça do menino. A história nos conta que o menino tirou a coroa da cabeça, jogou no chão, pulou em cima dos pedaços e sapateou em cima. Despertando assim a antipatia dos sacerdotes dos deuses egípcios que estavam no gabinete do rei naquele momento.

Moisés cresceu, tornou-se comandante das forças armadas egípcias, e porque o trono não tinha um herdeiro, Moisés como filho da princesa, como neto de Faraó, seria o herdeiro do trono Egípcio. Mas os planos de Deus em ralação á Moisés, eram outros bem diferentes. A escravidão do seu povo continuava, em certa oportunidade Moisés observa um egípcio maltratando um de seus irmãos Hebreu, ele, Moisés mata o egípcio e enterra na areia. — E aconteceu naqueles dias que, sendo Moisés já grande, saiu a seus irmãos e atentou nas suas cargas; e viu que um varão egípcio feria a um varão hebreu, de seus irmãos. E olhou a uma e a outra banda, e, vendo que ninguém ali havia, feriu ao egípcio, e escondeu-o na areia. (Bíblia Sagrada) Êxo. 2: 11-12.

Aconteceu que no dia seguinte passando Moisés pelo mesmo lugar encontrou um Hebreu ferindo o seu próprio irmão, assim Moisés tentando corrigi-lo foi ameaçado. — E tornou a sair no dia seguinte, e eis que dois varões hebreus contendiam; e disse ao injusto: Por que feres o teu próximo? O qual disse: Quem te tem posto a ti por maioral e juiz sobre nós? Pensas matar-me, como mataste o egípcio? Então, temeu Moisés e disse: Certamente este negócio foi descoberto. (Bíblia Sagrada) Êxo. 2: 13-14. Então percebendo que o seu crime contra o egípcio havia sido descoberto, decidiu fugir para o Deserto. Aqui nós podemos ver mais uma vez a Mão de Deus agindo sobre a vida de Moisés, ontem, ele olha ao redor e não vê ninguém, hoje ele descobre que o seu crime havia sido descoberto.

A partir de então uma fuga para o Deserto seria a melhor saída. — Informado desse caso, procurou Faraó matar Moisés; porém Moisés fugiu da presença de Faraó e se refugiou na terra de Midiã; e sentou-se junto a um poço. O sacerdote de Midiã tinha sete filhas, as quais vieram á tirar água e encheram os bebedouros para dar de beber ao rebanho de seu pai. Então, vieram uns pastores e as enxotaram dali; Moisés, porém, se levantou, e as defendeu, e deu de beber ao rebanho. Tendo elas voltado a Reuel, seu pai, este lhes perguntou: Por que vieram, hoje, mais cedo? Responderam elas: Um egípcio nos livrou das mãos dos pastores, e ainda nos tirou água, e deu de beber ao rebanho. E onde está ele?

Perguntou ele às filhas; por que deixastes lá o homem? Chamai-o para a nossa casa. (Bíblia Sagrada) Êxo. 2: 15-20. Imagine você meu caro leitor(a) a situação daquele homem, deixando o aconchego do palácio da maior potência da terra da época, e encontrando-se agora lá no Deserto sentado á beira de um poço, sem a menor ideia do fazer da própria vida. Esse era Moisés, segundo a História, o maior homem de Deus do qual a Bíblia Sagrada nos fala. Pelo pouco que eu conheço da história, Moisés ao sair do Egito teria deixado uma família, pelo que eu tenho entendido ele era casado com uma princesa etíope, uma princesa do reino da Etiópia, teria filhos talvez. Na verdade eu só sei que ele ameaçado de morte largou tudo e foi se refugiar no Deserto.

 

P 04

Dá para imaginar o sofrimento de um homem desse! Na realidade é aquilo que acontece no nosso dia á dia, com o homem e com a mulher de Deus, tem hora que parece que o Universo desaba sobre as nossas cabeças, e o Senhor nosso Deus se esquece de mandar alguém recolhê-lo, todavia na verdade é o mundo em que vivemos, com todas às suas dificuldades. E lá no meio do Deserto estava o Príncipe Moisés, sentado à beira de um poço, certamente sem a menor ideia do que fazer da própria vida. Então alguém voltou lá no poço, onde estava Moisés e o levou para casa, lá ele ficou morando com o Sacerdote de Midiã e sua família, onde acabou casando com uma filha do Sacerdote, com quem teve filhos e tudo mais.

— Moisés consentiu em morar com aquele homem; e ele deu a Moisés sua filha Zípora, a qual deu à luz um filho, a quem ele chamou Gérson, porque disse: Sou peregrino em terra estranha. (Bíblia Sagrada) Êxo. 2: 21-22. Com essa família Moisés se instalou, e viveu aqui segundo a História por aproximadamente (40) quarenta anos. Enquanto isso o seu povo lá no Egito, só gemia de tanto sofrimento, devido a escravidão, mas o Deus de Abraão, ouviu o gemido do seu povo, e assim Ele chegou a conclusão que havia chegado a hora de colocar em prática os valores de Moisés. — Decorridos muitos dias, morreu o rei do Egito; os filhos de Israel gemiam sob a servidão e por causa dela clamaram, e o seu clamor chegou aos Ouvidos de Deus.

Ouvindo Deus o seu gemido, lembrou-se da sua aliança com Abraão, com Isaque e com Jacó. E viu Deus os filhos de Israel e atentou para a sua condição. (Bíblia Sagrada) Êxo. 2: 23-25. Então o Senhor Deus começa há colocar em prática os seus planos, aparecendo há Moisés lá no meio do Deserto. Pois lá no Egito Moisés havia deixado um povo escravizado, cujo gemido chegara aos Ouvidos do Senhor Deus Todo-Poderoso. O Senhor Deus Todo-Poderoso, Ele pode fazer acontecer todas as coisas da maneira mais rápida e mais prática possíveis, mas por incrível que possa parecer, Ele Deus procura fazer tudo da forma mais natural possível. E para recolher aquele povo lá do Egito, o primeiro elemento que Ele precisava era um bom administrador, e esse administrador seria Moisés, o menino encontrado na beira do Rio Nilo.

— Apascentava Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote de Midiã; e, levando o rebanho para o lado ocidental do deserto, chegou ao monte de Deus, ao Monte Horebe. Estando ele lá, apareceu-lhe o Anjo do SENHOR numa chama de fogo, no meio de uma sarça; Moisés olhou, e eis que a sarça ardia no fogo e a sarça não se consumia. Então, disse consigo mesmo: Irei para lá e verei essa grande maravilha; por que a sarça não se queima? Vendo o SENHOR que ele se voltava para ver, Deus, do meio da sarça, o chamou e disse: Moisés! Moisés! Ele respondeu: Eis-me aqui! Deus continuou: Não te chegues para cá; tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é terra santa. Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. Moisés escondeu o rosto, porque temeu olhar para Deus. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 1-6.

Ao ouvir o gemido do povo Hebreu lá no Egito, o Senhor Deus se deu conta que estava na hora de colocar em prática o seu plano de tirá-lo do Egito. E nesse caso, Moisés era nada mais, nada menos que a peça principal desse projeto. Moisés aqui, já estava com aproximadamente (80) oitenta anos de idade, oitenta anos de uma vida bem sofrida, e muita experiência adquirida. Na verdade desde o seu nascimento, tudo o que Moisés fez na vida foi adquirir muita experiência. Lá no Deserto de Midiã, ele foi acolhido pelo Sacerdote Jetro e sua família, inclusive, casando-se com uma moça membro da família, e assim ficou morando e trabalhando, cuidando de um rebanho de animais, certamente ovelhas, cabras e ai por diante.

 

P 05

Então chegou a hora de colocar os valores do maior homem de Deus da História, em prática, a partir de agora nós poderemos ver Moisés em ação. — E disse o SENHOR: Tenho visto atentamente a aflição do meu povo, que está no Egito, e tenho ouvido o seu clamor por causa dos seus exatores, porque conheci as suas dores, o sofrimento. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 7. A partir de então veremos o Senhor nosso Deus se manifestando á Moisés, e convidando-o para enfrentar uma jornada de mais (40) quarenta anos de muito trabalho, por outro lado muitas maravilhas. Maravilhas como, tendo a feliz oportunidade de descansar pessoalmente debaixo da Potente Mão do Senhor Deus Todo-Poderoso.

— E acontecerá que, quando a minha glória passar, te porei numa fenda da penha e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja passado. (Bíblia Sagrada) Êxo. 33: 22. Deve ter sido maravilhoso, poder por um momento descaçar fisicamente debaixo da Mão do Próprio Deus Todo-Poderoso, e isso até aqui foi coisa que só Moisés teve o privilégio de experimentar. Como podemos ver chegou a hora do Senhor nosso Deus agir como que pessoalmente, estendendo as Suas Mãos para livrar o Seu povo da escravidão do Egito. — Portanto, desci para livrá-lo da mão dos egípcios e para fazê-lo subir daquela terra a uma terra boa e larga, a uma terra que mana leite e mel; ao lugar do cananeu, e do heteu, e do amorreu, e do ferezeu, e do heveu, e do jebuseu.

E agora, eis que o clamor dos filhos de Israel chegou a mim, e também tenho visto a opressão com que os egípcios os oprimem. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 8-9. Eu tenho dito e escrito, parece que após a criação do ser humano o Senhor nosso Deus muito arranjou com o que se preocupar, desde o Jardim do Éden, pela a existência da humanidade á fora, nós temos visto em termos o Próprio dando a sua Vida pala humanidade perdida que ai está. Chegou a hora de o Senhor Deus recolher o Seu servo, o Seu amigo lá do Deserto, manda-lo de volta para o Egito, junto do povo Hebreu, o seu povo. Deixe tudo o que estás fazendo, e venha comigo, vamos de volta para o Egito, vamos conversar com Faraó, o rei do Egito.

— Vem agora, pois, e eu te enviarei á Faraó, para que tires o meu povo, os filhos de Israel, do Egito. Então, Moisés perguntou á Deus: Quem sou eu, que vá á Faraó e tire do Egito os filhos de Israel? E Deus disse: Certamente eu serei contigo; e isto te será por sinal de que eu te enviei: Quando houveres tirado este povo do Egito, servireis á Deus neste monte. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 10-12. Aqui nós podemos ver que o homem de Deus além de tudo ainda era cheio de humildade, perdido naquele Deserto porque havia sido ameaçado de morte no Egito, tudo o que ele queria era distância do governo egípcio. E agora aparece alguém que não se manifesta pessoalmente, convidando-o há voltar ao Egito para realizar uma tarefa nada comum.

Eu acredito que naquela situação, a última coisa que Moisés poderia pensar seria em voltar para o Egito, e falar com Faraó. Mas as coisas com Deus são realmente diferentes, tudo está determinado, e é assim que vai acontecer. — Então, perguntou Moisés á Deus: Eis que quando eu for aos filhos de Israel e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vocês; e eles me perguntarem: Qual é o seu nome? Que lhes direi? E disse Deus á Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou á vocês. E Deus disse mais á Moisés: Assim dirás aos filhos de Israel: O SENHOR, o Deus dos vossos pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó, me enviou á vocês; este é meu nome eternamente, e este é meu memorial de geração em geração. Vai, e ajunta os anciãos de Israel, e dize-lhes:

 

P 06

O SENHOR, o Deus de vossos pais, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, me apareceu, dizendo: Certamente vos tenho visitado e visto o que vos é feito no Egito. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 13-16. Como nós podemos ver aqui, Moisés se sentiu numa situação bem delicada, parece que de repente as coisas viraram exatamente ao contrário, foi mais ou menos como se ele estivesse sonhando, e não conseguisse acordar. Afinal de contas ter um encontro espiritual com Deus pode até parecer comum, mas ter um encontro como que fisicamente com o Próprio Deus Todo-Poderoso realmente deve ter sido uma situação bem delicada! E assim aqui o Senhor Deus dava ordens ao Seu servo, vá reúna os líderes do seu povo, e comece á organizar a saída da escravidão, a saída do Egito.

— Eu resolvi tirá-los do Egito, onde estão sendo maltratados. E vou levá-los para uma terra boa e rica, a terra de canaã, onde haverá liberdade e muita riqueza. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 17. Este era o plano de Deus, porém existia uma série de fatores negativos em relação á tal transferência. Para começar, ai estava uma nação inteiramente escravizada, tudo o que aquela gente sabia era obedecer e ser maltratada, conforme veremos um pouco mais á frente, essa geração não poderia nem mesmo herdar a Terra Prometida. Essa geração deveria morrer por completo, e então uma nova geração herdaria a Promessa de Deus. — Porquanto o SENHOR não podia pôr este povo na terra que lhes tinha jurado; por isso, Ele deu tempo para que todos pudessem morrer no deserto. (Bíblia Sagrada) Núm. 14: 16.

Porém, neste momento tudo o que o Senhor nosso Deus precisava era começar á articular meios para fazer aquela gente sair do Egito, uma vez que o Senhor nosso Deus procura fazer acontecer todas as coisas o mais naturalmente possível.

E o mais interessante, é que exatamente naquele momento em que Deus resolveu tirar o seu povo da escravidão do Egito, era o momento em que a Nação Egípcia mais dependia da mão de obra do povo Hebreu. Aqui nós podemos ler mais uma vez o Senhor Deus incentivando á começar a sua jornada quando Ele diz: — E ouvirão a tua voz; e irás, com os anciãos de Israel, ao rei do Egito e lhe dirás: O SENHOR, o Deus dos hebreus, nos encontrou. Agora, pois, deixa-nos ir caminho de três dias para o deserto, a fim de que sacrifiquemos ao SENHOR, nosso Deus. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 18. Aqui por exemplo, nós podemos ler o Próprio Deus falando: — Eu sei, porém, que o rei do Egito não vos deixará sair, nem mesmo por uma mão forte. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 19.

É lógico, deixar aquele volume de escravos saírem todos de uma só vez, seria provocar a falência da Nação. Todavia mesmo assim Moisés e Arão foram para a porta do Palácio de Faraó, e ai começava certamente a difícil negociação. Afinal de contas convencer alguém com fome há jogar o prato cheio no lixo, deve ser realmente muito difícil. Mas naquele momento Faraó, com todo o Egito, estavam nas Mãos do Único e Verdadeiro Deus. — Por isso eu vou usar o meu poder e fazer coisas terríveis para castigar os egípcios. Depois disso o rei deixará que vocês saiam do Egito. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 20.

Interessante foi que a partir de então as coisas começaram á apertar, o rei apertava de um lado e Deus apertava do outro, o que Faraó não sabia, era que com Deus não se brinca. — Eu farei com que os egípcios respeitem vocês. E, quando vocês saírem, não irão de mãos vazias, porque cada mulher pedirá à sua vizinha e à sua hóspeda vasos de prata, vasos de ouro, e vestes, as quais poreis sobre vossos filhos e sobre vossas filhas; e assim despojareis ao Egito. (Bíblia Sagrada) Êxo. 3: 21. Na verdade o castigo que o governo egípcio impôs ao pobre povo Hebreu durante o tempo que o povo ficou no Egito, acabou custando realmente muito caro.

 

P 07

Começando pela liberdade da escravidão, acabando assim a mão de obra sem custo, passando por uma série de pragas caindo contra o país, contra a Nação, juntando com os presentes que o povo egípcio desesperado com a situação, passou para o povo Hebreu numa tentativa de vê-los saindo do país, e finalmente o incidente do Mar Vermelho levando assim as forças armadas com praticamente toda a administração da Nação. Olhando por esse lado podemos ver que o preço pago pelos anos de escravidão do povo Hebreu, realmente foi muito alto. Todavia chegou a hora da mudança, á essas alturas o povo Hebreu já começava á embalar as bagagens para a mudança do Egito para a Terra Prometida. Porém, Moisés apesar de todos os seus valores, julga-se muito humilde e sem muitos valores, muito especialmente para desempenhar uma tarefa tão importante.

Moisés respondeu ao SENHOR: — Ó Senhor, eu nunca tive facilidade para falar, nem antes nem agora, depois que começaste a falar comigo. Quando começo a falar, eu sempre me atrapalho.(Bíblia Sagrada) Êxo. 4: 10. Mas o Senhor nosso Deus, o havia criado e o preparado para aquela missão, por mais que ele se julgasse incapaz, seria ele a pessoa certa para realizar aquele projeto de Deus.— Porém o SENHOR lhe perguntou: — Quem dá a boca ao ser humano? Quem faz com que ele seja surdo ou mudo? Quem lhe dá a vista ou faz com que fique cego? Sou eu, Deus, o SENHOR. Agora vá, pois eu o ajudarei a falar e lhe direi o que deve dizer. (Bíblia Sagrada) Êxo. 4: 11-12.

E assim como nós podemos ver Moisés insistia no seu grau de humildade, na sua incapacidade para realizar tamanha tarefa. Mas, como eu já tenho dito e escrito, todas as coisas estão planejadas, estão programadas desde antes de tudo acontecer, querendo nós ou não, por aqui nada acontece por acaso, tudo já está determinado pelo nosso Criador! Assim Moisés seria o homem certo para levar o povo de Deus do Egito para a Terra Prometida, com toda segurança. — Então Moisés voltou para a casa de Jetro, o seu sogro, e disse: — Deixe que eu volte para visitar os meus parentes no Egito. Quero ver se eles ainda vivem. — Vá em paz — respondeu Jetro. (Bíblia Sagrada) Êxo. 4: 18.

Moisés acabou aceitando o convite, acabou acatando a Ordem do Senhor Deus Todo-Poderoso, e finalmente acabou viajando de volta para o Egito á fim de visitar o seu povo, o povo Hebreu, e assim começar a transação para a mudança do Egito para a Terra Prometida. — E mais uma vez o SENHOR disse á Moisés: — Eu lhe dei poder para fazer muitos milagres. Quando você voltar para o Egito, esteja pronto para fazê-los diante do rei daquela terra. Mas eu vou fazer com que ele fique teimoso e não deixe o povo de Israel sair de lá. (Bíblia Sagrada) Êxo. 4: 21. E assim aqui meu caro leitor(a), o que nós podemos ler é bem interessante, pois é isso que muitas vezes nos fás sofrer, é o fato de não entendermos os planos de Deus.

Como acabamos de ler, Moisés ficou algum tempo lá na porta do palácio de Faraó tentando convencê-lo há deixar o povo sair do Egito, enquanto Deus fazia com que ele não deixasse por alguma razão. Assim também pode acontecer muitas vezes nas nossas vidas, alcançaremos aquela bênção, aquele presente Divino, mas não agora, daí muitas vezes o desespero do pobre CRISTÃO, chorando aos Pés de Deus clamando por misericórdia! E muitas vezes até mesmo sem nenhuma esperança de alcançar! Enquanto Moisés viajava do Deserto de Midiã para o Egito, o Senhor se comunicou com Arão seu irmão e o mandou ao encontro de Moisés para ajuda-lo. — Aí Moisés e Arão foram para o Egito e reuniram todos os líderes do povo de Israel. Arão contou-lhes tudo o que o SENHOR Deus tinha dito á Moisés, e em seguida Moisés fez os milagres diante do povo.

 

P 08

Todos acreditaram e, quando souberam que o SENHOR tinha vindo até eles e tinha visto como estavam sendo maltratados, eles se curvaram e adoraram á Deus. (Bíblia Sagrada) Êxo. 4: 29-31. Nesta mensagem podemos ler que o povo aceitou os planos que Moisés lhes apresentou, e assim aquele povo que já havia se esquecido do Único e Verdadeiro Deus, prostrou-se e adorou ao Deus Todo-Poderoso. E agora nós podemos ver Moisés e Arão tentando por todos os meios convencer Faraó, o rei do Egito há deixar sair o povo Hebreu do seu país. — E, depois, foram Moisés e Arão e disseram a Faraó: Assim diz o SENHOR, Deus de Israel: Deixa ir o meu povo, para que me celebre uma festa no deserto. Mas Faraó perguntou: Quem é o SENHOR, cuja voz eu ouvirei, para deixar ir Israel?

Não conheço o SENHOR, nem tampouco deixarei ir Israel. E eles disseram: O Deus dos hebreus nos encontrou; portanto, deixa-nos agora ir caminho de três dias ao deserto, para que ofereçamos sacrifícios ao SENHOR e ele não venha sobre nós com pestilência ou com espada. (Bíblia Sagrada) Êxo. 5: 1-2. Preste atenção você na situação que se encontravam Moisés e Arão seu irmão, na porta do palácio de Faraó, eles tentando convencer o rei, e Deus tocando no coração do mesmo, fazendo acontecer exatamente ao contrário. É o que eu tenho dito escrito, muitas vezes coisas dessa natureza acontecem nas nossas vidas, e nos deixam numa situação muitas desagradável. Mas, como acabamos de ler, o coração do rei continuava intocável. — Daqui em diante vocês não vão mais dar palha ao povo, para fazer tijolos.

Que eles mesmos ajuntem a palha. Mas vocês exijam que eles façam a mesma quantidade de tijolos, nem um tijolo a menos. São uns preguiçosos e é por isso que gritam: “Vamos oferecer sacrifícios ao nosso Deus”! (Bíblia Sagrada) Êxo. 5: 7-8. Veja o que você acabou de ler, como pode ver a situação daquele povo piorava á cada dia que passava. Não foi atoa que o choro, as lágrimas daquela gente acabou chegando até aos Ouvidos e aos os Olhos do Próprio Deus Todo-Poderoso. — Os feitores batiam nos israelitas chefes de turmas que haviam sido encarregados do trabalho e perguntavam: — Por que vocês não estão fazendo a mesma quantidade de tijolos que faziam antes? (Bíblia Sagrada) Êxo. 5: 14.

E assim quando se fala alguma coisa da História da humanidade, muitas pessoas nem sequer acreditam, porém essa humanidade que aí está tem sofrido durante esses (6) seis mil anos de existência. Aliás, o sofrimento não é só da humanidade, e sim de toda a criação: — Porque sabemos que toda a criação geme, chora e está juntamente como uma mulher com dores de parto até agora. (Bíblia Sagrada) Rom. 8: 22. Você já parou para imaginar a situação de um pobre cachorro jogado na rua, morrendo de fome e sede, e procurando o monstro do seu (DONO) o qual o abandonou. Sendo assim como você pode ver, sofrimento não é coisa só do ser humano, toda criação geme e chora com as dores deste mundo que ai está.

Na verdade o sofrimento do ser humano é maior pelo fato de o mesmo ser dotado de INTELIGÊNCIA, o ser humano sabe o que está sofrendo, porque está sofrendo, e tudo mais, porém, o pobre animal irracional nem sabe o que é sofrimento, só geme quando sente dor, quando sente fome e ai por diante! — Então o SENHOR Deus respondeu á Moisés: — Agora você verá o que vou fazer com o rei do Egito. Eu vou obrigá-lo a deixar que o meu povo vá embora. Sim, eu o forçarei a expulsar os israelitas do seu país. Deus disse á Moisés: — Eu sou o SENHOR. (Bíblia Sagrada) Êxo. 6: 1-2. Como você já leu alguma coisa antes, Deus está agindo de uma forma tão complexa que chegará a hora em que o povo pagará para se ver livre do povo Hebreu.

 

P 09

— Eu apareci á Abraão, á Isaque e á Jacó como o Deus Todo-Poderoso, porém não deixei que me conhecessem pelo meu nome de SENHOR. Fiz uma aliança com eles e prometi dar-lhes a terra de Canaã, onde tinham vivido como estrangeiros. Agora eu ouvi os gemidos dos israelitas, que estão sendo escravizados pelos egípcios, e lembrei da aliança que fiz com seus pais. (Bíblia Sagrada) Êxo. 6: 3-5. E assim como você pode ver o Senhor nosso Deus havia prometido cuidar desse povo, quando ouviu o seu gemido lá na escravidão, Ele se deu conta que tinha uma espécie de compromisso com aquela gente, numa época tão sofrida. — Portanto, diga aos israelitas o seguinte: “Eu sou o SENHOR”. Vou livrá-los da escravidão do Egito.

Estenderei o braço poderoso para fazer cair sobre os egípcios um castigo horrível e salvarei vocês. Farei com que vocês sejam, o meu povo e eu serei o seu Deus. Vocês ficarão sabendo que eu sou o SENHOR, seu Deus, o Deus que os vai livrar da escravidão no Egito. Eu os levarei para a terra que jurei que daria á Abraão, á Isaque e á Jacó. E eu darei essa terra para ser propriedade de vocês. “Eu sou o SENHOR”. (Bíblia Sagrada) Êxo. 6: 6-8. A cada momento que passava o rei do Egito podia sentir que as coisas iam apertando, mas o coração do próprio rei era endurecido pelo Próprio Deus, porque tinha planos maiores para aquele acontecimento que estava há caminho.

Ou seja, a libertação daquele povo da escravidão. Daí Deus começa há apertar, e então pragas, tragédias começam á acontecer sobre aquele país, sobre aquela Nação, de repente alguém abre a torneira e tudo o que sai é (sangue). Enquanto a água volta ao normal, aparece uma praga de (rãs) tudo por dentro e por fora. As rãs começam á se retirar, mas os piolhos estão chegando, uma praga de moscas logo estará ai, enquanto as moscas estão indo embora, os animais de um modo em geral pesteados estão caindo e morrendo aos montes. Mas, ainda faltava a praga da SARAIVA, uma chuva de pedras que vinha destruindo tudo pelo país inteiro, daí o pouco que sobrou, vieram os gafanhotos e comeram tudo.

Quando parecia que tudo de ruim já havia acontecido, a noite demasiadamente escura não terminava mais, e por três dias e três noites não se enxergava nada naquele país, isso ficou conhecida como a praga das trevas. Para quem não sabe, aqui se começava a Páscoa, uma palavra Hebraica, que traduzida quer dizer passagem, mudança, enfim seria o começo da saída do Egito, e a transferência para a Terra Prometida. — O SENHOR Deus falou com Moisés e Arão no Egito. Ele disse: — Este mês será para vocês o primeiro mês do ano. Diga a todo o povo israelita o seguinte: No dia dez deste mês cada pai de família escolherá um carneirinho ou um cabrito para a sua família, isto é, um animal para cada casa.

Se a família for pequena demais para comer o animal inteiro, então o dono da casa e o seu vizinho mais próximo, o comerão juntos, repartindo-o de acordo com o número de pessoas e a quantidade que cada um puder comer. O animal deverá ser um carneirinho ou um cabrito sem defeito, de um ano. Vocês o guardarão até o dia catorze deste mês, e na tarde desse dia todo o povo israelita matará os animais. Pegarão um pouco do sangue e o passarão nos batentes dos lados e de cima das portas das casas onde os animais vão ser comidos. Nessa noite a carne deverá ser assada na brasa e comida com pães sem fermento e com ervas amargas. (Bíblia Sagrada) Êxo. 12: 1-8. É bom lembrar que esse sangue passado nas portas, era uma marca, para que o Anjo do Senhor ao vir provocar a morte dos primogênitos, vendo o sangue dos animais nas portas saberia que ali não deveria matar ninguém! Pois o sangue nas portas era a marca do povo Hebreu.

 

P 10

Mas Faraó continua com o coração endurecido, como que precisando de uma dose fatal, então Deus anuncia á Moisés, a morte dos primogênitos, desde o filho do menor animal irracional, até o herdeiro do Trono Real, todos amanheceram mortos. Menos em casa do povo Hebreu, pois a morte dos primogênitos era um castigo para o povo egípcio, que por séculos havia maltratado o povo de Deus! — À meia-noite, o SENHOR Deus matou os filhos mais velhos de todas as famílias do Egito, desde o filho do rei, que era o herdeiro do trono, até o filho do prisioneiro que estava na cadeia; e matou também a primeira cria dos animais. (Bíblia Sagrada) Êxo. 12: 29. Depois de tantas pragas, tantos desastres acontecendo, o povo egípcio não suportava mais o povo Hebreu, então quando os hebreu foram pedir alguma coisa, algum presente como despedida, o povo egípcio foi dando tudo o que tinha.

E assim o povo Hebreu acabou levando praticamente toda a riqueza egípcia embora. — Os israelitas fizeram como Moisés havia ordenado e pediram aos egípcios joias de prata de ouro e roupas. O SENHOR Deus fez com que os egípcios dessem de boa vontade aos israelitas tudo o que eles pediam. Assim o povo de Israel tomou as riquezas dos egípcios. (Bíblia Sagrada) Êxo. 12: 35-36. Finalmente depois de tantos sofrimentos, o povo Hebreu consegue escapar do Egito, mas Faraó, o rei do mesmo, arrependeu-se de haver deixado o povo ir embora. — Sendo, pois, anunciado ao rei do Egito que o povo fugia, mudou-se o coração de Faraó e dos seus servos contra o povo, e disseram: Por que fizemos isso, havendo deixado ir á Israel, para que nos não sirva?

E aprontou o seu carro e tomou consigo o seu povo; e tomou seiscentos carros escolhidos, e todos os carros do Egito, e os capitães sobre eles todos. (Bíblia Sagrada) Êxo. 14: 5-7. Então Faraó prepara as suas forças armadas e sai em busca do povo, numa tentativa de trazê-lo de vota. Finalmente depois de tantos altos e baixos o povo Hebreu chega às margens do Mar Vermelho, mais precisamente, no fim do Canal do Suez. Segundo alguns especialistas naquele tempo antes do corte que acabou ligando o Mar Vermelho ao Mar Mediterrâneo, a pressão das águas era muito alta, a maré subia e descia até (4) quatro metros de altura, num curtíssimo espaço de tempo.

Sendo assim, o Senhor nosso Deus teria feito uso dessa maré, para dar liberdade ao povo Hebreu de atravessar, e em seguida teria destruído as forças egípcias com a rápida volta dessa mesma maré. Sendo assim a Nação Hebraica atravessou o Canal do Suez, e foi embora, e as forças egípcias afundaram e foram destruídas no mesmo Canal. — Moisés estendeu a mão sobre o mar, e, quando amanheceu, o mar voltou ao normal. Os egípcios estando dentro do Canal, tentaram escapar das águas, porém o SENHOR os jogou dentro do mar. As águas voltaram e cobriram os carros de guerra, os cavaleiros e todo o exército egípcio que havia perseguido os israelitas até mar. E não sobrou nenhum egípcio com vida.

Mas os israelitas atravessaram o mar em terra seca, com muralhas de água nos dois lados. Naquele dia o SENHOR salvou o povo de Israel dos egípcios, e os israelitas os viram mortos na praia. Quando viram o poder com que o SENHOR havia derrotado os egípcios, os israelitas o temeram. E creram em Deus, o SENHOR, e no seu servo Moisés. (Bíblia Sagrada) Êxo. 14: 27-31. Depois dessa o povo Hebreu recomeçava à sua caminhada, agora pelo Deserto procurando assim uma direção que os levasse há Terra Prometida. Aqui eu faria uma triste pergunta, você meu caro leitor(a), poderia parar um momento e imaginar como teria sido, aquele número exagerado de pessoas,

 

P 11

mulheres, velhos, crianças, animais domésticos, como ovelhas, cavalos, bois, enfim tudo aquilo mergulhado num Deserto, sem a menor prática, sem o menor conhecimento da causa. E assim lá vai aquela grande multidão, gemendo chorando e sofrendo. E assim enquanto caminhava pelo Deserto, o povo de Deus se deparou com uma situação um tanto difícil, como podemos observar neste texto bíblico á seguir. — Então partiram do monte Hor, pelo caminho do Mar Vermelho, há rodear a terra de Edom; porém a alma do povo angustiou-se naquele caminho. E o povo falou contra Deus e contra Moisés: Por que nos fizestes subir do Egito para que morrêssemos neste deserto? Pois aqui nem pão nem água há; e a nossa alma tem fastio deste pão tão vil. Então o SENHOR mandou entre o povo (serpentes ardentes), abrasadoras, demasiadamente venenosas que picaram o povo; e morreu muita gente em Israel.

Por isso o povo veio á Moisés, e disse: Havemos pecado porquanto temos falado contra o SENHOR e contra ti; ORE, pois ao SENHOR, e peça-lhe que tire de nós estas serpentes. Então Moisés OROU pelo povo. E disse o SENHOR á Moisés: Faça uma serpente ardente de metal, e põe-na sobre uma haste; e será que viverá todo o que, tendo sido picado, olhar para ela. E Moisés fez uma serpente de metal, e a pôs sobre uma haste; e sucedia que, picando alguma serpente á alguém, quando esse olhava para a serpente de metal, o sofrimento passava. (Bíblia Sagrada) Núm. 21: 4-9.

O povo de Deus, que fora tirado do Egito, caminhava em direção à Terra Prometida, a Terra pela qual Deus os havia afirmado que eles alcançariam, depois de sua caminhada de peregrinação pelo Deserto, o povo de Deus tinha a certeza da existência dessa Terra, esse fato os levou a sair da escravidão em que viviam, escravos de Faraó, escravos do Egito um povo que não conhecia o Deus de Abraão, Isaque e Israel. Pois naquele tempo em que o povo ficou no lá Egito, acabou esquecendo-se do Único e Verdadeiro Deus. E o povo acabou adotando os deuses dos egípcios, os deuses do paganismo. No Caminho em Busca da Terra da Promessa, (Canaã) o que seria hoje a atual Palestina, o Povo de Deus pode contemplar da parte do Senhor, sinais e prodígios maravilhosos, vou dar destaque, por exemplo, a passagem pelo Mar Vermelho.

Sinal este que mexe com as estruturas de qualquer ser humano. Imagine Deus providenciando um momento em que a Nação Israelense atravessa tranquilamente, e logo em seguida os egípcios entram no mesmo lugar e não sobra um vivo, sequer para contar a História. Porém mergulhado naquele Deserto com o sofrimento do dia á dia, o povo de Israel começou a pecar diante do Senhor, começou a fazer, e á falar coisas que não agradavam ao Deus que os livrara da Terra do Egito, e os prometera a Terra de Canãa. Na verdade isso é próprio do ser humano, na hora do sofrimento, nós não paramos para pensar que o sofrimento de hoje, aqui, poderá ser o alívio de amanhã um pouco mais à frente.

E assim na hora da dor, o povo chegou á criticar até mesmo o Próprio Deus Todo-Poderoso. Hoje é difícil de saber o que de tão especial teria acontecido para aumentar tanto o sofrimento daquele povo ao ponto de chegar há criticar até mesmo o Próprio Deus. Porque aquela caminhada por natureza, já era um tanto desesperadora, mas ao que tudo indica, algo especial, muito maior teria acontecido para levar o povo há tanto desespero. Então ofendido com tantas críticas, Deus decide castigar o povo, enviando ao meio daquela massa de gente, serpentes abrasadoras, serpentes cuja picada geralmente era morte certa. Há quem diga que quanto mais serpentes apareciam mais o povo murmurava, nota-se que o murmúrio, a reclamação daquele povo, contra a liderança, e conta o Próprio Deus, acabava trazendo mais maldições para suas próprias vidas.

 

P 12

— Meu povo, escute os meus conselhos! Ó Israel, como eu gostaria que você me ouvisse! Nunca mais sirvam nenhum deus estrangeiro, nem adorem nenhum deus estranho. Eu sou o SENHOR, o Deus de Israel, sou aquele que os tirou da terra do Egito. Abram a boca, e eu os alimentarei. Mas o meu povo não quis me ouvir; Israel não me obedeceu. Portanto, eu deixei que eles andassem nos seus caminhos de teimosia e que fizessem o que queriam. Como gostaria que o meu povo me ouvisse, que o povo de Israel me obedecesse! Eu derrotaria logo os seus inimigos e castigaria todos os seus adversários. (Bíblia Sagrada) Sal. 81: 8-14.

Aqui parece que depois de tanto sofrimento, o povo entende que não seria criticando o Próprio Deus e nem mesmo a sua liderança, que se resolveriam os problemas, então os líderes chamam Moisés, se retratam á ele e pedem socorro. Assim Israel, porém, percebe a situação em que estavam vivendo, pelo menos eles permitiram que o Espírito Santo de Deus lhes abrissem os olhos e puderam sair de tal ignorância espiritual. E Moisés OROU á Deus pelo povo sofrido, e alcançou à sua Misericórdia, faça uma serpente de metal e suspenda-a numa haste, a partir de então qualquer pessoa mordido por uma cobra deve olhar para aquela serpente de METAL, pois assim o veneno perderá o efeito, e o atingido sarará.

— Disse o SENHOR a Moisés: Faze uma serpente abrasadora, põe-na sobre uma haste, e será que todo mordido que olhar para ela viverá. (Bíblia Sagrada) Núm. 21: 8. Interessante é que pelo que nós pudemos ver, o mal, ou seja, o fruto do pecado do povo continuou, o que Deus fez foi providenciar um pouco de alívio evitando a continuação do sofrimento e a mortandade das pessoas. Vemos aqui que pela promessa Deus não afastaria as serpentes ardentes, pois elas eram provenientes do pecado do próprio povo, mas Deus deu uma solução ao pecador, o que Deus queria dizer era que mesmo sendo picado por essa serpente proveniente do seu próprio pecado, ainda assim tu tens uma saída, “Olhe para o Madeiro levantado” e tu não perecerás, mas viverá.

Se você está a ponto de perecer, e ainda não tem certeza da sua salvação, se estás enfermo, depressivo, desprezado pelos que você amava, todos te abandonaram, e se ao ler esse artigo você percebe que foi picado pela serpente, pelo diabo, o adversário de Deus, o inimigo das nossas almas, e que vais perecer, e queres saber onde está “A Serpente levantada por Moises” pois você quer olhar para Ela. — E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do Homem seja levantado, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele. (Bíblia Sagrada) João 3: 14-17.

Como acabamos de ler, assim como Moisés levantou aquela, (SERPENTE de METAL) lá no Deserto para dar um pouco de alívio aquele povo tão sofrido, assim importa que o Filho do Homem seja levantado. Assim importa que Jesus o Cristo seja crucificado, dando a sua Vida pendurado naquela maldita cruz, para nos livrar da perdição que para nós estava preparada. — Mas eu temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos e se apartem da simplicidade que há em Cristo. (Bíblia Sagrada) II Cor. 11: 3. Muitas vezes nós sofremos e não nos damos conta, que o sofrimento não vem de Deus, e sim de satanás, do inimigo das nossas almas. Reclamamos á Deus porque Ele pode nos ajudar até mesmo nos dando força para nos libertar das garras do maligno.

 

P 13

— Então, o SENHOR Deus disse à serpente: Porquanto fizeste isso, maldita serás mais que toda besta e mais que todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás e pó comerás todos os dias da tua vida. (Bíblia Sagrada) Gên. 3: 14. E assim como nós podemos ver aqui, o fim da serpente será a perdição, porém o fim do ser humano arrependido será a Salvação em Cristo Jesus, uma Morada junto a Glória de Deus. Quando o Senhor nosso Deus se refere aqui, á serpente, Ele está se referindo á Lúcifer, á satanás, aquele anjo caído que acabou se tornando a maior ferramenta nas Mãos de Deus, em relação à humanidade perdida.

Como você tem lido nesta humilde mensagem, é no sofrimento que o Senhor nosso Deus acaba provando o valor do ser humano, pois é na hora da dor que nós demonstramos o mínimo de fidelidade á Deus. Como acabamos de ver nesta mensagem, foi assim lá no Deserto, e tem sido assim pela existência da humanidade á fora. Muitos homens e mulheres de Deus se levantaram dentre a humanidade e reconheceram o nosso Criador como sendo o Único e Verdadeiro Deus. Olhando para a História, nós podemos ver homens como Noé vivendo no meio de uma humanidade inteiramente perdida, e no entanto, reconhecendo os valores do Senhor Deus Todo-Poderoso.

— Depois o SENHOR Deus disse á Noé: — Entre na arca, você e toda a sua família, pois eu tenho visto que você tem sido justo diante de Mim no meio de toda essa geração. (Bíblia Sagrada) Gên. 7: 1. E assim aqui você acabou de ler, e pode ver que mesmo no meio dessa humanidade complicada, o Senhor nosso Deus, sempre manteve alguém temente ao Seu Santo e Glorioso Nome. Lembre-se você meu irmão de fé, e mesmo você que ainda teme á Deus, no Coração do Deus Todo-Poderoso sempre haverá um lugar para você, e para mim, desde que nós nos coloquemos à sua inteira disposição. Que esta humilde mensagem, possa trazer um pouco de alívio espiritual para a sua vida meu caro Leitor(a)!

 

Sem mais atenciosamente:

 

Pr. Manoel Teixeira

Site: http://www.assotera.com

E-mail: man.tex@hotmail.com

Fones: (47) 3248-5126 /Cel. 99985-7616 WA

ASSOCIAÇÃO TEOLÓGICA RENASCER

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.