JESUS e sua Missão, na Judéia.

― E, estando ele em Jerusalém pela Páscoa, durante a festa, muitos, vendo os sinais que Ele fazia, creram no seu nome. (Bíblia Sagrada) João 2: 23.

                                         JESUS e sua Missão, na Judéia.

 

Esta é a missão do Senhor Jesus, desempenhada mais precisamente no Estado da

Judéia.

 

P 01

O Senhor Jesus, o Cristo nasceu numa pequena Cidade chamada Belém, no Estado de Judá. Aliás, segundo nos afirma a História, Ele Jesus, nasceu numa situação muito precária, num estado de pobreza quase incomparável. Estando os seus pais de viagem, tendo vindo da Galiléia para Judá, estavam se hospedando numa pequena caverna nos fundos de uma hospedagem, quando o Menino Jesus nasceu. Nos canta a História, que ao nascer o Menino, a jovem mãe não tinha sequer um fralda para usar, então apareceu um mocinho que também estava se hospedando na mesma caverna, enquanto tentava vender uma túnica. Naquela noite voltando para a caverna, encontrou o casal em pé, congelando de frio, e um Bebê deitadinho numa espécie de coxo formado por uma pedra no centro da caverna.

O (moço), o senhor Hafid algum tempo depois nos conta a linda história, o animal de montaria estava na caverna, e pendurado no equipamento de montagem estava uma sacola com uma linda túnica, a qual ele era encarregado de vender. Mas olhando o jovem casal congelando de tanto frio, e o Bebê usando os casaquinhos deles, ele, o senhor Hafid decidiu doar aquela túnica ao Menino Jesus, mesmo não tendo a menor ideia de quem Ele pudesse ser. Diz ele que pegou a túnica, enrolou no Menino, e devolveu os casaquinhos aos seus pais!   ― E subiu da Galiléia também José, da cidade de Nazaré, para Judéia, à cidade de Davi chamada Belém (porque era da casa e família de Davi), a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.

E aconteceu que, estando eles ali, se cumpriram os dias em que ela havia de dar à luz. E deu à luz ao seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na hospedagem. (Bíblia Sagrada) Luc. 2: 4-7. Como nos conta a História, eles não ficaram muitos dias por ali, certamente já estavam numa casa á convite de alguém bondoso quando apareceram uns estudantes de astrologia procurando pelo Menino. ― Jesus nasceu numa aldeia chamada Belém, perto de Jerusalém no estado de Judá. Na época o rei da Palestina era Herodes (Antipas).

E, após o nascimento de Jesus apareceram na região uns estudantes de astrologia, perguntando pelo menino que segundo eles no futuro seria o rei dos Judeus. E chegando à região perguntaram: Onde podemos encontrar o menino? Nós viemos do Oriente guiados por uma Estrela e, queremos conhecer o menino e, adorá-lo. (Bíblia Sagrada) Mat. 2: 1-2. Aquela situação, a visita daquelas pessoas, acabou provocando uma fuga do casal com o Menino para o exterior, para o Egito. Na verdade para que se cumprisse o que estava escrito:

― E esteve lá até à morte de Herodes, para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz: Do Egito chamei o meu Filho. (Bíblia Sagrada) Mat. 2: 15. Só que ao voltar do Egito, José com sua amada esposa e Filho Jesus, não foram mais para Judá, e sim para a Galiléia, afinal de contas havia uma Profecia á este respeito que dizia: ― E chegou e habitou numa cidade chamada Nazaré, para que se cumprisse o que fora dito pelos profetas: Ele será chamado Nazareno. (Bíblia Sagrada) Mat. 2: 23.

 

P 02

E assim, o Senhor Jesus, o Filho do Deus Altíssimo ao voltar para o Seu País, é levado para a Galiléia, e lá como Ser Humano Ele cresce, trabalha, certamente ajudando á criar os seus irmãos, até lá pelos (30) anos de idade, quando então Ele começa à desenvolver o Seu Ministério. Apesar de morar na Cidade de Nazaré, na Galiléia Jesus era sem dúvida mais um Judeu, e assim chegada a comemoração da Páscoa era hora de viajar para Jerusalém! Afinal de contas o Templo de Deus, o lugar de adoração era lá no Monte Sião, em Jerusalém. Então a comemoração da Páscoa não poderia ser em outro lugar. ― E estava próxima a Páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém. E achou no templo os que vendiam bois, ovelhas, e pombos, e os cambiadores de moedas todos sentados, negociando.

E, tendo feito um chicote de cordas, lançou todos fora do templo, bem como os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, derribou as mesas, e disse aos que vendiam pombos: Tirai daqui estes e não façais da casa de meu Pai casa de negócios. E os seus discípulos lembraram-se do que está escrito: O zelo da tua casa me devorará. Perguntaram, pois, os judeus: Que sinal nos mostras para fazeres isso? Jesus respondeu e disse-lhes: Derribai este templo, e em três dias o levantarei. Disseram, pois, os judeus: Em quarenta e seis anos, foi edificado este templo, e tu o levantarás em três dias? Mas ele falava do templo do seu corpo.

Quando, pois, ressuscitou dos mortos, os seus discípulos lembraram-se de que lhes dissera isso; e creram na Escritura e na palavra que Jesus tinha dito. (Bíblia Sagrada) João 2: 13-22. Nos dias de hoje nós temos a oportunidade de ver muitos dos nossos sistemas religiosos falidos, e infelizmente ver muita gente se aproveitando disso para angariar riqueza, poder, luxo e tudo mais que essa vida possa oferecer, só o que muitos dos nossos não sabem, é que esse tipo de coisa é tão antigo quanto o ser humano! Como acabamos de ler, dentro do Templo onde o Deus Altíssimo se manifestava ao Seu Povo, o ambiente estava lotado de pessoas negociando de tudo que se possa imaginar. Parece que não importa a época, não importa o tipo religioso, não importa o local, importa sim a oportunidade.

Parece que tendo oportunidade, é próprio do ser humano abusar da liberdade, e degenerar qualquer sistema religioso, não importando se falso ou verdadeiro, importando sim o volume do lucro. Parece que a tendência do ser humano por natureza, é banalizar tudo aquilo que Deus o Nosso Criador, tem preparado para uma aproximação com a humanidade! ― E, estando ele em Jerusalém pela Páscoa, durante a festa, muitos, vendo os sinais que Ele fazia, creram no seu nome. (Bíblia Sagrada) João 2: 23. Jesus até então estava apenas começando, mas a Obra de Deus é assim mesmo, tem que acontecer, independente do que as pessoas acham ou não. A festa da Páscoa certamente terminou, o Senhor volta para casa, para Nazaré, para Galiléia, mas ao que tudo indica o Seu ministério já estava realmente em evidência.

Mais um pouco e nós temos a oportunidade de ver Jesus, o Cristo voltando para a Judéia, afinal a Judéia era a sua Terra, a Sua Casa. Pois como Ser Humano, Jesus era da família de Judá, nascido na Cidade de Belém, território do seu antepassado Rei Davi. Por isso não seria nada estranho, nós vermos Ele Jesus, o Cristo, começando o seu ministério como Salvador da Humanidade pela Cidade de Jerusalém. E como já dissemos antes lá vem Ele de volta! ― Depois disso, foi Jesus com os seus discípulos para a terra da Judéia; e estava ali com eles e batizava. Ora, João batizava também em Enom, junto a Salim, porque havia ali muitas águas; e vinham ali e eram batizados.

 

P 03

Porque João ainda não havia sido lançado na prisão. (Bíblia Sagrada) João 3: 22-24. Como nós podemos ver aqui, Jesus veio à este mundo há fim de redimir esta humanidade perdida á qualquer preço, desde o Seu Nascimento até à sua morte, e morte de Cruz, nós não vemos Ele rejeitando nada que pudesse auxiliar na Salvação desta humanidade que ai está! ― E, quando o Senhor veio á saber que os fariseus tinham ouvido que Jesus fazia e batizava mais discípulos do que João (ainda que Jesus mesmo não batizava, mas os seus discípulos batizavam), deixou a Judéia e foi outra vez para a Galiléia. (Bíblia Sagrada) João 4: 1-3. Como podemos ver aqui, na verdade Jesus não batizava, e sim os seus discípulos batizavam, mas a Obra de Deus era feita de alguma forma, através do Próprio Senhor Jesus.

Porém se nós olharmos com atenção para a Bíblia Sagrada temos a oportunidade de ver Paulo o Apóstolo, negando há uma determinada Igreja à sua disposição para batizar alguns membros. ― Dou graças a Deus, porque a nenhum de vós batizei, senão á Crispo e á Gaio; para que ninguém diga que fostes batizados em meu nome. E batizei também a família de Estéfanas; além destes, não sei se batizei algum outro. (Bíblia Sagrada) I Cor. 1: 14-16. Aqui ele alega o seguinte, eu fui enviado para evangelizar, e não para batizar, até então eu particularmente sou obrigado á concordar, pois na minha humilde maneira de ver as coisas funcionam assim mesmo, cada um com o seu ministério, o Missionário, evangelista vai lá fora traz as almas para dentro da Organização Eclesiástica e elas uma vez aqui dentro, o Pastor faz as coisas acontecerem, especialmente batizando os novos convertidos!

Mas, com o Senhor Jesus, o Cristo não tinha nada disso, evangelizava, curava, ressuscitava, e ainda batizava, Esse é o Filho do único e Verdadeiro Deus agindo pela humanidade perdida! Olhando nós adiante, podemos ver mais uma festa na Judéia, se Ele o Senhor Jesus não vem para participar da festa pelo menos vem aproveitar uma multidão reunida, para que entre ela possa fazer algo de extraordinário acontecer. ― Depois disso, houve uma festa dos judeus, e Jesus foi até Jerusalém. Ali existe um tanque que tem cinco entradas e que fica perto do Portão das Ovelhas. Em hebraico esse tanque se chama “Betezata = Betesda”. Perto das entradas estavam deitados muitos doentes: cegos, aleijados e paralíticos.

Esperavam o movimento da água, porque de vez em quando um anjo do Senhor descia e agitava a água. O primeiro doente que entrava no tanque depois disso sarava de qualquer doença. Entre eles havia um homem que era doente fazia trinta e oito anos. Jesus viu o homem deitado e, sabendo que fazia todo esse tempo que ele era doente, perguntou: — Você quer ficar curado? Ele respondeu: — Senhor, eu não tenho ninguém para me pôr no tanque quando a água se mexe. Cada vez que eu tento entrar, outro doente entra antes de mim. Então Jesus disse: — Levante-se, pegue a sua cama e ande! (Bíblia Sagrada) João 5: 1-8.

Sinceramente é difícil de entender, a História desse tanque, parece que essa História descendo para agitar a água, dando assim oportunidade para alguém entrar na água, e ser curado, como podemos ver uma ação inteiramente injusta. Pois se nós olharmos para a história do homem que o Senhor Jesus curou, não parece real, diz que o homem estava ali, há (38) trinta e oito anos. Veja bem, apodrecendo vivo, esperando a possibilidade de entrar na água após a saída do Anjo, isso seria real? Sinceramente não sei, se era tudo real, tudo normal, que Deus possa me perdoar, mas na minha maneira de ver, não faz nenhum sentido! Como acabamos de ver agora sim, Jesus, o Cristo coloca ordem na situação, levante-se, tome à sua cama e comece há andar.

 

P 04

Não importa se é sábado, ou segunda feira, importa que você está curado, e agora já pode andar, já pode ir embora daqui! ― E, passando Jesus, viu um homem cego de nascença. E os seus discípulos lhe perguntaram, dizendo: Rabi, quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego? Jesus respondeu: Nem ele pecou, nem seus pais; mas foi assim para que se manifestem nele as obras de Deus. Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar. Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo. Tendo dito isso, cuspiu na terra, e, com a saliva, fez lodo, e untou com o lodo os olhos do cego. E disse-lhe: Vai, lava-te no tanque de Siloé (que significa o Enviado). Foi, pois, lavou-se, e voltou vendo. (Bíblia Sagrada) João 9: 1-7.

E assim como podemos ver o Senhor Jesus continua o Seu Ministério, e como já falamos antes, parece que a força desse ministério, continua sendo mesmo no Estado da Judéia. Aqui nós temos mais um cego de nascença sendo curado, encontrando assim, o Salvador da humanidade, que lhe deu a oportunidade de enxergar nesta vida, e muito especialmente numa Vida Eterna, fazendo assim parte da Existência do Único e Verdadeiro Deus lá na Eternidade. ― E estava ele expulsando um demônio, o qual era mudo. E aconteceu que, saindo o demônio, o mudo falou; e maravilhou-se a multidão. Mas alguns deles diziam: Ele expulsa os demônios por Belzebu, príncipe dos demônios.

E outros, tentando-o, pediam-lhe um sinal do céu. Mas, conhecendo ele os seus pensamentos, disse-lhes: Todo reino dividido contra si mesmo será assolado; e a casa dividida contra si mesma cairá. E, se também Satanás está dividido contra si mesmo, como subsistirá o seu reino? Pois dizeis que eu expulso os demônios por Belzebu. E, se eu expulso os demônios por Belzebu, por quem os expulsam vossos filhos? Eles, pois, serão os vossos juízes. Mas, se eu expulso os demônios pelo dedo de Deus, certamente, a vós é chegado o Reino de Deus. (Bíblia Sagrada) Luc. 11: 14-20. Como temos lido nessa Mensagem, aqui mais uma vez a ignorância religiosa se manifestando no meio da multidão que seguia á Jesus. Parece que as pessoas de modo geral, não têm prazer em ver as coisas funcionando pelo lado certo, muito especialmente quando se trata das coisas relacionadas á Palavra de Deus e a sua Obra.

Parece que de um modo geral as pessoas têm prazer no erro, têm prazer na crítica, têm prazer na zombaria e não no acerto, não têm prazer em ver as coisas funcionando da melhor maneira possível! E assim na mensagem que acabamos de ler, nós temos o desprazer de ver as pessoas procurando os meios mais absurdos, mais ignorantes possíveis para ter uma forma de criticar o próprio Filho de Deus, o próprio Salvador da humanidade! De certa forma é como nos ensina o Senhor Jesus, por exemplo, fazer mal há alguém apoiado pela própria vítima, seria o maior absurdo. No entanto é o que acabamos de ler: ― Ele expulsa os demônios por Belzebu, príncipe dos demônios. (Bíblia Sagrada) Luc. 11: 15.

Ou seja, Ele está fazendo mal há alguém, apoiado pela própria vítima. Na verdade, essa maneira de pensar, de agir normalmente é própria do ser humano, sempre falando ou fazendo alguma coisa para prejudicar o inocente! Mais um pouquinho e então veremos a fabulosa entrada triunfal de Jesus em Jerusalém, com todos os seus seguidores, fazendo assim a maior festa! ― E, quando se aproximaram de Jerusalém e chegaram á Betfagé, ao monte das Oliveiras, Jesus enviou, então, dois discípulos, dizendo-lhes: Ide à aldeia que está defronte de vós e logo encontrareis uma jumenta presa e um jumentinho com ela; desprendei-a e trazei-os. E, se alguém vos disser alguma coisa, direis que o Senhor precisa deles; e logo os enviará. Ora, tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta, que diz:

 

P 05

Dizei à filha de Sião: Eis que o teu Rei está chegando, humilde e sentado sobre uma jumenta e sobre um jumentinho, filho de animal de carga. E, indo os discípulos e fazendo como Jesus lhes ordenara, trouxeram a jumenta e o jumentinho, e sobre eles puseram as suas vestes, e fizeram-no assentar em cima. E muitíssima gente estendia as suas vestes pelo caminho, e outros cortavam ramos de árvores e os espalhavam pelo caminho. E a multidão, tanto os que iam adiante como as que o seguiam, clamavam, dizendo: Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas! E, entrando ele em Jerusalém, toda a cidade se alvoroçou, perguntando: Quem é este? E a multidão dizia: Este é Jesus, o Profeta de Nazaré da Galiléia. (Bíblia Sagrada) Luc. 21: 1-11.

Essa entrada triunfal em Jerusalém, na minha maneira de ver deve ter chamado realmente a atenção de muita gente, mesmo porque os técnicos em teologia da época apesar de muito negligentes, mas um ou outro deve ter lembrado do: NEVIÍM, ou seja os escritos Proféticos onde estava escrito: ― Eis que o SENHOR fez ouvir até às extremidades da terra: Dizei à filha de Sião: Eis que a tua salvação vem; eis que com ele vem o seu galardão, e a sua obra, diante dele. (Bíblia Sagrada) Isa: 62: 11. Dizei aos moradores de Jerusalém, e todos os habitantes da Terra; ai vem montado num jumentinho: Jesus, o Cristo, o Salvador da humanidade!

Eu sinceramente não sei se gostaria de ter conhecido, Jesus, o Cristo pessoalmente, ou é preferível conhece-lo hoje, pois hoje eu tenho (2.000) dois mil anos de História, para ler, para ouvir, para acreditar ou não, para entender ou não, enfim, hoje eu tenho (2.000) dois mil anos de material para me espelhar, para explorar e ai por diante. Lá no passado eu teria uma única oportunidade, olhar para o Senhor Jesus Cristo e; crer Nele ou não! Pensando assim eu acho que sou mais feliz vivendo nos dias de hoje, rodeado de muitas informações, e exemplos de fé, positivos e negativos me dando assim todas as chances de escolha! De uma coisa eu tenho certeza, depois daquela entrada triunfal em Jerusalém, poucos sobraram que não tiveram a oportunidade de conhecer á Jesus Cristo, o Filho do Deus Vivo.

― E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo. (Bíblia Sagrada) Mat. 16: 16. E assim o Senhor Jesus continua à sua gloriosa missão, tentando por todos os meios sagrados, fazer com que muito especialmente o Seu Povo, o Povo Judeu possa conhecê-lo, da melhor maneira possível. Mas parece que o mal do ser humano, é agir de todas as formas sempre contrariando a Vontade de Deus. E em seguida termos mais uma vez a oportunidade de ver o pátio do Templo cheio de vendedores, cambistas de moedas, enfim, gente fazendo da Casa de Deus da época uma verdadeira casa de comércio e certamente da pior qualidade. ― E, entrando no templo, começou a expulsar todos os que nele vendiam e compravam, dizendo-lhes: Está escrito: A minha casa é casa de oração; mas vós fizestes dela covil de salteadores.

E todos os dias ensinava no templo; mas os principais dos sacerdotes, os escribas, e os principais do povo procuravam matá-lo e não achavam meio de o fazer, porque o povo em geral parava para ouvi-lo. (Bíblia Sagrada) Luc. 19: 45-48. Mais uma vez chega Jesus e começa a limpeza, acabamos de ler que as pessoas responsáveis pelo Templo e o sistema religioso, tudo o que queriam era a morte de Jesus, mas como nós bem sabemos ainda não era chegada a hora. E assim Jesus continuava à sua caminhada desempenhando à sua missão, nos dando a oportunidade de melhor conhece-lo, e assim conhecermos à sua missão, que era nada mais, nada menos que resgatar a humanidade da perdição e leva-la de volta à Presença de Deus!

 

P 06

Mas como nós que conhecemos a História Sagrada, sabemos que Jesus, o Cristo só concluiu à sua Missão derramando o Seu Próprio Sangue pendurado naquela maldita cruz. Todavia esta ainda é a Obra de Deus aqui na Terra, estamos procurando passar para a humanidade todo o conhecimento que temos das coisas de Deus, através da sua Palavra, o problema é que a maioria da humanidade não quer nem mesmo ouvir falar do único e Verdadeiro Deus. Enquanto uns dão suas vidas por amor a Obra e a Palavra de Deus, outros se aproveitam das coisas para enriquecer através delas. Dai só restava para Jesus limpar o Templo, expulsando de dentro dele aquelas pessoas ocupavam ilegalmente os lugares das pessoas de boa Fé! Em seguida nós teremos uma oportunidade de ver uma passagem bem interessante, pois veremos que enquanto alguns queriam vê-lo sendo sacrificado, outros por sua vez, faziam tudo para deixa-lo um pouquinho feliz.

― E, estando Jesus em Betânia, em casa de Simão, o leproso, aproximou-se dele uma mulher com um vaso de alabastro, com unguento de grande valor, e derramou-lhe sobre a cabeça, quando ele estava sentado à mesa. E os seus discípulos, vendo isso, indignaram-se, dizendo: Por que este desperdício? Pois este unguento podia vender-se por grande preço e dar-se o dinheiro aos pobres. Jesus, porém, conhecendo isso, disse-lhes: Por que afligis esta mulher? Pois praticou uma boa ação para comigo. Porquanto sempre tendes convosco os pobres, mas á mim não me haveis de ter sempre. Ora, derramando ela este unguento sobre o meu corpo, fê-lo preparando-me para o meu sepultamento. Em verdade vos digo que, onde quer que este evangelho for pregado, em todo o mundo, também será referido o que ela fez para memória sua. (Bíblia Sagrada) Mat. 26: 6-13.

Aquela mulher certamente teria uma espécie de dívida, para com o Senhor Jesus, Jesus certamente de alguma forma, direto ou indiretamente tinha-a beneficiado em alguma ocasião. E a mulher não esqueceu, logo que teve a chance de compensa-lo ela o fez. Porém os seguidores do próprio Jesus, se indignaram, achando que aquilo, o que a mulher fez, foi um desperdício. Como podemos ver por aqui, parece que o Senhor Jesus andou mal acompanhado durante todo o tempo, chegando mesmo ao ponto de ser traído pelos seus próprios companheiros, se não direto, mas indiretamente.

― Então um dos doze Apóstolos, chamado Judas Iscariotes, foi falar com os chefes dos sacerdotes. E perguntou-lhes: — Quanto vocês me pagam para eu lhes entregar Jesus? E eles lhe pagaram trinta moedas de prata. E daí em diante Judas ficou procurando uma oportunidade para entregar Jesus. (Bíblia Sagrada) Mat. 26: 14-16. Jesus ao começar o seu Ministério, escolheu logo (12) doze Apóstolos; (12) doze pessoas de confiança para acompanha-lo na Sua jornada, anunciando assim, a salvação, a restauração do ser humano à confiança de Deus, do seu Criador. Aqui por exemplo, nós temos a triste oportunidade de ver que a escolha não foi perfeita, ou essa escolha realmente seria difícil de ser acertada, afinal estamos falando de seres humanos.

E assim, no que nós acabamos de ler, podemos ver que o mal nos cerca, nos rodeia, e se não tivermos um pouco de sorte ele, o mal nos destrói. Aliás, aqui nós podemos ver o que aconteceu com Judas Iscariotes, como nós sabemos ele era uma pessoa de confiança, pois a história nos faz saber, que o grupo tinha uma bolsa onde se guardava as moedas, e aquela bolsa estava sob a confiança exatamente de Judas Iscariotes. Mesmo que Judas Iscariotes fosse um homem de confiança, na realidade ele era só mais um ser humano. Por outro lado, nós bem sabemos que aquela traição teria que acontecer, e assim Judas Iscariotes foi escolhido para fazê-la acontecer.

 

P 07

Judas Iscariotes suicidou-se e chegou a sepultura antes de Jesus, eu particularmente espero que ao Jesus descer a sepultura para pregar à Sua Palavra aos mortos, tenha alcançado também Judas, que tenha se arrependido, e alcançado assim o perdão do Senhor Jesus, e naquele grande dia eu o verei lá na Eternidade na presença de Deus, como eu já disse, afinal, alguém tinha que trair á Jesus. ― Enquanto estavam comendo, Jesus pegou o pão e deu graças á Deus. Depois partiu o pão e o deu aos discípulos, dizendo: — Peguem e comam; isto é o meu corpo. Em seguida, pegou o cálice de vinho e agradeceu a Deus. Depois passou o cálice aos discípulos, dizendo: — Bebam todos vocês porque isto é o meu sangue, que será derramado em favor de muitos para o perdão dos pecados, o sangue que garante a aliança feita por Deus com o seu povo.

Eu afirmo a vocês que nunca mais beberei deste vinho até o dia em que beber com vocês um vinho novo no Reino do meu Pai. (Bíblia Sagrada) Mat. 26: 26-29. Aqui durante o encontro onde o Senhor Jesus celebrou com os seus companheiros, os Seus Apóstolos, a última Páscoa e assim instituiu a Ceia do Senhor, Ele fez questão de mencionar que estava sendo traído, e por alguém do próprio grupo todo especial, por um dos (12) doze Apóstolos! ― Durante o jantar Jesus disse: — Pessoal infelizmente nesta noite, um de vocês vai de me trair. (Bíblia Sagrada) Mat. 26: 21. Na verdade aquela traição estava nos Planos de Deus, desde antes de tudo acontecer, Judas Iscariotes, foi criado e preparado para aquele dia, hora e lugar, preparado para aquela situação, é difícil de se aceitar, mas tinha que acontecer, alguém tinha que trair á Jesus, o Cristo!

Pois Jesus precisava dar a Sua Vida pendurado naquela maldita cruz, pela humanidade perdida, e para Ele, Jesus chegar lá, infelizmente Judas Iscariotes tinha que por em prática o seu papel de traidor! Mas eu ainda gostaria de deixar para trás as coisas ruins e falar um pouquinho das coisas boas, falar um pouquinho sobre a Ceia do Senhor, na minha maneira de entender, Jesus celebrou, e comemorou com o seu pessoal a última Páscoa, na minha maneira de ver a partir dali a comemoração da Páscoa foi cumprida, ficou no passado, a partir de então vamos celebrar a Ceia do Senhor, como disse Ele façam isso em memória de Mim.

Esqueçamos a Páscoa, pois Jesus veio para cumpri a Lei e assim o fez, cumprindo toda a Lei, e todas as ordens dos Profetas. Sendo assim, a partir de então nós não estamos mais debaixo da Lei, e sim debaixo da Graça, dai nós não temos mais que comemorar a Páscoa, e sim celebrar a Ceia do Senhor! ― Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. (Bíblia Sagrada) Rom. 6: 14. Em seguida nós teremos uma lição de humildade, que poderá ensinar as nossas lideranças há agirem de uma forma um pouco melhor do que estão agindo nos nossos dias. ― Então se levantou, tirou a sua capa, pegou uma toalha e amarrou na cintura. Em seguida pôs água numa bacia e começou a lavar os pés dos discípulos e a enxugá-los com a toalha.

Quando chegou perto de Simão Pedro, este lhe perguntou: — Vai lavar os meus pés, Senhor? Jesus respondeu: — Agora você não entende o que estou fazendo, porém mais tarde vai entender! — O senhor nunca lavará os meus pés! — disse Pedro. — Se eu não lavar, você não será mais meu discípulo! — respondeu Jesus. — Então, Senhor, não lave somente os meus pés; lave também as minhas mãos e a minha cabeça! — pediu Simão Pedro. (Bíblia Sagrada) João 13: 4-9. Como acabamos de ver mais um gesto de humildade da parte do Senhor Jesus para nos ensinar o caminho que devemos tomar, muito especialmente como obreiros do Evangelho de Cristo.

 

P 08

Infelizmente muitos dos nossos têm agido como sendo donos do mundo, sempre esquecendo que a nossa autoridade como obreiros do Evangelho, está em Cristo Jesus, se humilhando até o chão, lavando os pés dos seus Apóstolos. ― Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim; e quem ama o filho ou a filha mais do que a mim não é digno de mim. E quem não toma a sua cruz e não segue após mim não é digno de mim. (Bíblia Sagrada) Mat. 10: 37-38. Como pudemos ver, nas nossas vidas sempre Cristo em primeiro lugar, pois como Ele disse: Eu sou o caminho, a verdade e a Vida. A criação e a existência do ser humano na História do Universo, da Existência, muito nos chama a atenção, pois vemos o Nosso Criador demorando tanto para criar o ser humano, nós vemos Ele criando dinossauros há (100) cem milhões anos, e no entanto, temos a oportunidade de Vê-lo criando o ser humano há apenas (6) seis mil anos.

É, com Deus as coisas funcionam assim, tudo á seu tempo. Mesmo assim eu costumo dizer que após a criação do ser humano, o Senhor nosso Deus, muito arranjou com o que se preocupar, dando em termos a Sua Própria Vida em resgate da humanidade perdida que ai está. ― Porque vocês conhecem a graça de nosso Senhor Jesus Cristo, que, sendo rico, por amor de vós se fez pobre, para que, pela sua pobreza, enriquecêsseis. (Bíblia Sagrada) II Cor. 8: 9. E assim aqui nós temos mais uma vez a oportunidade de ver, Jesus, Deus sendo o dono de toda a existência, se fazendo como um ser humano qualquer, e vindo viver na terra junto com a humanidade por algum tempo, como disse Ele; numa pobreza sem tamanho. Tudo isso na minha maneira de ver para nos dar um exemplo de vida.

― Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. (Bíblia Sagrada) João 14: 1. Mas não se turbe o vosso coração, pois Jesus, o Cristo depois de tudo que lhe aconteceu, voltou para junto do Pai sendo o dono de todas as coisas: ― Pois todas as coisas foram criadas por ele, e tudo existe por meio dele e para ele. Glória a Deus para sempre! (Bíblia Sagrada) Rom. 11: 36. Mas aqui na terra, como um ser humano, Ele viveu mais ou menos como um mendigo qualquer, como disse em certa oportunidade, hoje eu não tenho um lagar para dormir!

E aqui, após a celebração da Páscoa, após a instituição da Ceia do Senhor a História nos conta que Ele, Jesus com os seus Apóstolos foram para o Jardim do Getsêmani, e lá parece que o sofrimento da noite e do dia seguinte, estava tudo preparado para começar! Ele orava ao Pai, primeiro por si mesmo, depois orou também pelos seus discípulos, pelos seus companheiros. ― Depois de dizer essas coisas, Jesus olhou para os Céus e disse: — Pai, chegou a hora. Revela a natureza divina do teu Filho a fim de que ele revele a tua natureza gloriosa. Pois tens dado ao Filho autoridade sobre todos os seres humanos para que ele dê a vida eterna a todos os que lhe deste.

E a vida eterna é esta: Que eles conheçam a ti, que és o único Deus verdadeiro; e conheçam também Jesus Cristo, que enviaste ao mundo. (Bíblia Sagrada) João 17: 1-3. Em seguida veremos Ele, Jesus orando pelos seus companheiros: ― Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como eu do mundo não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviei ao mundo. E por eles me santifico a mim mesmo, para que também eles sejam santificados na verdade. Eu não peço somente por estes, mas também por aqueles que, pela sua palavra, hão de crer em mim; para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu, em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.

 

P 09

E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim e que tens amado a eles como me tens amado a mim. Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, eles também estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu tens me amado antes da criação do mundo. (Bíblia Sagrada) João 17: 15-24. Como pudemos ver nada escapa as determinações do Senhor nosso Deus, tudo o que você tem lido estava determinado, cada passo, cada gemido de Jesus, nada fugiu do conhecimento de Deus, o Pai! E em seguida podemos ver Jesus mais uma vez advertindo os seus seguidores, preparando-os para não se escandalizarem com tanta frequência.

― Depois de fazer essa oração, Jesus saiu com os discípulos e foi para o outro lado do riacho de Cedrom. Havia ali um jardim, onde Jesus entrou com eles. Judas, o traidor, conhecia aquele lugar porque Jesus tinha se reunido muitas vezes ali com os discípulos. Então Judas foi ao jardim com um grupo de soldados e alguns guardas do Templo mandados pelos chefes dos sacerdotes e pelos fariseus. Eles estavam armados e levavam lanternas e tochas. (Bíblia Sagrada) João 18: 1-3. Um pouquinho mais nós temos a triste oportunidade de ver então, Jesus sendo preso e arrastado para o centro da Cidade de Jerusalém, para ser, julgado, condenado, torturado, e finalmente levado para fora da Cidade, para ser crucificado!

É bom lembrar, que tudo isso estava determinado pelo Próprio Deus Todo-Poderoso desde ante de tudo acontecer. Como nós pudemos ver Jesus no Getsêmani, sendo atormentado psicologicamente, só lembrando do que iria acontecer logo em seguida, com a prisão, a tortura, e finalmente a crucificação; porque esse sofrimento antecipado? Ora porque Ele sabia de cada insulto que deveria ouvir naquela noite, e no dia seguinte! ― Pilatos, pois, tomou, então, Jesus e o açoitou. E os soldados, tecendo uma coroa de espinhos, lhe puseram sobre a cabeça e lhe vestiram uma veste de púrpura. E diziam: Salve, rei dos judeus! E davam-lhe bofetadas. Então, Pilatos saiu outra vez fora e disse-lhes: Eis aqui vos trago fora, para que saibais que não acho nele crime algum. Saiu, pois, Jesus, levando a coroa de espinhos e a veste de púrpura. E disse-lhes Pilatos: Eis aqui o homem.

Vendo-o, pois, os principais dos sacerdotes e os servos, gritaram, dizendo: Crucifica-o! Crucifica-o! Disse-lhes Pilatos: Tomai-o vós e crucificai-o, porque eu nenhum crime acho nele. Responderam-lhe os judeus: Nós temos uma lei, e, segundo a nossa lei, deve morrer, porque se fez Filho de Deus. (Bíblia Sagrada) João 19: 1-6. E assim sem nenhuma culpa, pois não havia contra Ele nem mesmo uma acusação formada, mas assim mesmo Ele foi condenado á morte, e morte de cruz. Infelizmente esse é o mundo em que nós vivemos, e essa é a humanidade a qual nós pertencemos, capaz de acusar e capaz de assassinar até mesmo o Filho do Próprio Deus Todo-Poderoso, e isso da forma mais aterrorizante possível!

― E, quando iam levando-o, tomaram um certo Simão, cireneu, que vinha do campo, e puseram-lhe a cruz às costas, para que a levasse após Jesus. E seguia-o grande multidão de povo e de mulheres, as quais batiam nos peitos e o lamentavam. Porém Jesus, voltando-se para elas, disse: Filhas de Jerusalém, não choreis por mim; chorai, antes, por vós mesmas e por vossos filhos. Porque eis que hão de vir dias em que dirão: Bem-aventuradas as estéreis, e os ventres que não geraram, e os peitos que não amamentaram! Então, começarão a dizer aos montes: Caí sobre nós! E aos outeiros: Cobri-nos! Porque, se ao madeiro verde fazem isso, que se fará ao seco?

 

P 10

E também conduziram outros dois, que eram malfeitores, para com ele serem mortos. (Bíblia Sagrada) Luc. 23: 26-32. Pelo que eu pude entender, o Senhor Jesus foi preso lá perto da meia noite, foi arrastado para o centro da Cidade, e lá ficou levando pauladas até ao dia seguinte perto do meio dia. Normalmente o pobre condenado há crucificação, deveria levar a própria cruz para o local onde seria crucificado, no caso de Jesus, a história nos afirma que Ele estava tão debilitado que não suportou mais o peso da própria cruz, obrigando assim os exatores há providenciarem alguém para levar a cruz para o local da crucificação. Então a História nos conta que ia passando Simão, um homem oriundo de uma cidade chamada Cirene, daí o que aparece na sua Bíblia Sagrada, Simão Cireneu, puseram a cruz nas costas do transeunte e fizeram-no leva-la até o local da crucificação, porque o Senhor Jesus, estava tão arrebentado que mal conseguia andar!

― E, havendo-o crucificado, repartiram as suas vestes, lançando sortes, para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta: Repartiram entre si as minhas vestes, e sobre a minha túnica lançaram sortes. E, assentados, o guardavam ali. E, por cima da sua cabeça, puseram escrita a sua acusação: ESTE É JESUS, O REI DOS JUDEUS. E foram crucificados com ele dois salteadores, um, à direita, e outro, à esquerda. E os que passavam blasfemavam dele, meneando a cabeça e dizendo: Tu, que destróis o templo e, em três dias, o reedificas, salva-te a ti mesmo; se és o Filho de Deus, desce da cruz. E da mesma maneira também os príncipes dos sacerdotes, com os escribas, anciãos, e fariseus, escarnecendo, diziam:

Salvou os outros e a si mesmo não pode salvar-se. Se é o Rei de Israel, desça, agora, da cruz, e creremos nele; confiou em Deus; livre-o agora, se o ama; porque disse: Sou Filho de Deus. E o mesmo lhe lançaram também em rosto os salteadores que com ele estavam crucificados. (Bíblia Sagrada) Mat. 27: 35-44. Para quem não sabe, a maldita cruz é o pior instrumento de tortura que o pobre ser humano já experimentou, um homem jovem sendo pregado naquela maldita cruz, com toda saúde, pode ficar até (3) três dias pendurado e vivo, eu já tive a triste oportunidade de ver documentário em que o elemento, pendurado numa cruz na beira da estrada, gemendo de dor e desespero, e a esposa com (3) três crianças olhando para cima e se lastimando.

O Senhor Jesus ficou poucas horas com vida na cruz, pois como já falamos, Ele, Jesus quando chegou há ser levantado na cruz, já estava quase morto de tantos maus-tratos, dai o tempo de crucificação foi de aproximadamente umas (3) três horas. ― Depois, sabendo Jesus que já todas as coisas estavam terminadas, para que a Escritura se cumprisse, disse: Tenho sede. Estava, pois, ali um vaso cheio de vinagre. E encheram de vinagre uma esponja e, pondo-a num hissopo, lhe chegaram à boca. E, quando Jesus tomou o vinagre, disse: Está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito. (Bíblia Sagrada) João 19: 28-30.

Isto aqui era aproximadamente (3) horas da tarde, aqui Ele morreu, e mais perto da noite foi retirado da cruz e foi sepultado. Segundo alguns especialistas em teologia, isto era (quarta-feira), conforme Ele mesmo havia falado, (comigo acontecerá) o que aconteceu com o Profeta Jonas, Jonas ficou (3) três dias e (3) três noites no ventre do (Canis Carchurus), ou seja, o grande peixe. Sendo assim o Filho do Homem também ficará (3) três dias e (3) três noites na sepultura. Como nós pudemos ver Ele foi sepultado (quarta feira) ao anoitecer, sendo assim: Ele ficou na sepultura: Quarta feira á noite, quinta feira á noite, sexta feira á noite, o que completa (3) três noites. Ficou quinta feira o dia, sexta feira o dia, e sábado o dia, ressuscitando assim lá pelas (18) dezoito horas,

 

P 11

(6) seis horas da tarde, no nosso horário, o que para os judeus estava terminando o sábado, e começando o domingo, o primeiro dia da semana, digamos assim, o que completa, (3) três dias, (3) três noites, certo? E assim, nós temos o nosso Amado Mestre sepultado (3) três dias e (3) três noites, O K? Portanto aquela história de sexta feira santa é; nada mais, nada menos que um amontoado de IGNORÂNCIA religiosa. Aqui por exemplo, nós temos a oportunidade de ver Maria Madalena, chegando ao sepulcro, domingo de madrugada, e já não encontrando mais o Corpo do Senhor. ― E, no primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu a pedra tirada do sepulcro. (Bíblia Sagrada) João 20: 1.

Como vemos aqui o Corpo não estava mais lá, porque o Senhor havia ressuscitado ontem, no fim do sábado, que seria para nós, o começo do domingo, para os judeus de qualquer forma, o primeiro dia da semana. Então Maria Madalena, vendo a sepultura aberta e não vendo o Corpo lá dentro, sai a procura dos Apóstolos, Pedro e João para avisá-los do ocorrido. ― Correu, pois, e foi á Simão Pedro e ao outro discípulo a quem Jesus amava e disse-lhes: Levaram o Senhor do sepulcro, e não sabemos onde o puseram. Então, Pedro saiu com o outro discípulo e foram ao sepulcro. E os dois corriam juntos, mas o outro discípulo correu mais apressadamente do que Pedro e chegou primeiro ao sepulcro. E, abaixando-se, viu no chão os lençóis; todavia, não entrou.

Chegou, pois, Simão Pedro, que o seguia, e entrou no sepulcro, e viu no chão os lençóis e que o lenço que tinha estado sobre a sua cabeça não estava com os lençóis, mas enrolado, num lugar à parte. Então, entrou também o outro discípulo, que chegara primeiro ao sepulcro, e viu, e creu. Porque ainda não sabiam a Escritura, que diz que era necessário que ressuscitasse dos mortos. Tornaram, pois, os discípulos para casa. (Bíblia Sagrada) João 20: 2-10. E assim mais uma vez nós podemos afirmar que o Senhor Jesus é fiel e verdadeiro, com todos os seus valores, e um amor incomparável pela humanidade perdida! Amor capaz de fazê-lo passar por tudo o que acabamos de ler, e sem reclamar. Após a sua Ressurreição Ele continuou sobre a terra, como que colocando em ordem à sua Missão, e assim se preparando para em seguida voltar para Sua Glória, ir ao encontro do Pai.

― Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar, até ao dia em que foi recebido nos Céus, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera; aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando á respeita do Reino de Deus. (Bíblia Sagrada) Atos 1: 1-3. Como nós bem podemos ver aqui, após a ressurreição o Senhor Jesus deixou a sepultura, e ficou por aqui ainda mais uns quarenta dias, isso certamente para provar a veracidade da sua ressurreição. Na verdade à sua Missão por aqui já havia sido literalmente cumprida, a partir do momento que Ele deixou a sepultura, a humanidade perdida já poderia voltar-se para o seu Criador, começar um caminhada de fé, e assim naquele Grande Dia chegar à Santa Presença de Deus!

Mas Ele, Jesus naqueles quarenta dias após a Sua Ressurreição deu ao mundo da sua época a certeza de tudo o que Ele havia anunciado durante toda à Sua Missão, até a cruz. Como nós sabemos aqui, para o povo hebreu, haviam sido estipuladas Leis da parte de Deus, as quais deveriam ser cumpridas literalmente, mas pelo pouco que sabemos, parece que até Jesus, o Cristo, ninguém havia conseguido cumprir coisa nenhuma. Dai, aparece Jesus, o Cristo, de Deus falando: ― Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas; não vim para revogar, vim para cumprir. (Bíblia Sagrada) Mat. 5: 17.

 

P 12

Em outras palavras, não pensem que eu vim fazer algo novo, pois Eu vim fazer exatamente aquilo que vocês pela vida afora deveriam ter feito, e no entanto parece que ninguém conseguiu fazer; sabem o quê? Cumprir toda a Lei do Próprio Deus Todo-Poderoso! Ai então nós temos a gloriosa oportunidade de ouvi-lo dizendo: Eu não vim revogar as Leis de Deus nem os mandamentos dos Profetas, pelo contrário, Eu vim para cumprir. ― Ora, o Senhor, depois de lhes ter falado, foi recebido nos Céus e sentou-se à direita de Deus. E os seus seguidores, tendo partido, pregaram por todas as partes, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra com os sinais que se seguiram. (Bíblia Sagrada) Mar. 16: 19-20.

Mais uma vez nós temos o prazer de ver Jesus agindo, como o Verdadeiro Deus que Ele realmente É. Cumprindo com a Sua Gloriosa Missão neste mundo tão difícil, e assim nos deixando aberto um caminho para nos dirigirmos até à Presença de Deus e Pai, o nosso Criador, como disse Ele: ― Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vai ao Pai senão por mim. (Bíblia Sagrada) João 14: 6. Tentando por todos os meios sagrados fazer essa Gloriosa mensagem ser uma realidade, nos diz a História Sagrada que a partir do momento que Jesus deixou este mundo, os seus Apóstolos e Discípulos começaram, a divulgação da mensagem do Evangelho.

Anunciando assim, vida após a morte, a volta do ser humano há Santa Presença do Único e Verdadeiro Deus. Como nós acabamos de ler, eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, e ninguém vai ao Pai se não por Mim. Vida Eterna é uma realidade, porém nós dependemos de Cristo Jesus para alcança-la. ― Venham a mim, todos vocês que estão cansados de carregar as suas pesadas cargas, e eu lhes darei um pouco de alívio. (Bíblia Sagrada) Mat. 11: 28. E assim meu caro(a) leitor, a minha esperança é que esta humilde mensagem possa lhes trazer um pouco de ânimo para começar uma caminhada com Jesus, uma caminhada até à Santa Presença de Deus!

 

Sem mais atenciosamente:

 

 Pr. Manoel Teixeira

Site: www.assotera.com

E-mail: man.tex@hotmail.com

Fones: (47) 3248-5126 / Cel. 99985-7616 WA

Associação Teológica Renascer

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.